Depois de gerar 24 mil vagas com carteira assinada entre janeiro e março, a economia gaúcha fechou 3.044 em abril. O

s setores que tiveram os maiores saldos negativos, entre contratações e demissões, foram, nessa ordem, a Agropecuária, que cortou 2.830 empregos formais, e o Comércio, que eliminou 1.374. Apesar de negativo, o resultado de abril melhorou em relação aos de 2015 e 2016, no mesmo período.

Nesses dois anos, foram suprimidas, respectivamente, 7.278 e 7.383 empregos com carteira assinada. No acumulado de 2017, o resultado se mantém positivo. De janeiro a abril, o Rio Grande do Sul gerou 21.983 vagas de trabalho. Em 12 meses, porém, foram cortadas 44.445, de maio de 2016 a abril deste ano.

No País, abril de 2017 fechou com saldo de 59,8 mil vagas, o primeiro resultado positivo para abril desde 2014. Ainda assim, o volume de empregos gerados não recompôs as 63,6 mil vagas perdidas em março. Guaíba

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui