RS registrou mais de 900 mortes por Covid-19 nas duas últimas semanas

Uma média de mais de 64 mortes por dia.


0
Foto: Reprodução / Shutterstock

A proximidade do início da vacinação, ao menos para os grupos prioritários – que, no Rio Grande do Sul, correspondem a cerca de 1 milhão de pessoas – traz um alento depois de quase um ano sob a sombra do novo coronavírus. No entanto, os números seguem, se não em escala crescente, em um platô muito alto, o que traz preocupações a respeito de como a pandemia irá se comportar em 2021. No Estado, somente nas duas últimas semanas, foram registrados 906 óbitos – uma média de mais de 64 mortes por dia. Nas duas semanas anteriores, entre os dias 16 e 30 de dezembro de 2020, haviam sido notificados 931 óbitos de gaúchos em razão da Covid-19. Ou seja, apenas nas últimas quatro semanas, morreram 1.837.

Atualmente, o Estado tem 14.296 casos ativos da doença – pacientes em tratamento ou em recuperação. O percentual de ocupação dos leitos em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) é de 77%. São 827 pessoas com diagnóstico confirmado para o vírus Sars-Cov-2 internadas em leitos intensivos. Além disso, outros 137 pacientes com suspeita de infecção também estão hospitalizados em UTIs nos hospitais gaúchos.

Ao todo, em 312 dias de pandemia no Rio Grande do Sul, 9.699 gaúchos perderam a vida por causa da Covid-19. O número de casos confirmados já chega a 490.980. Se a média diária de novas infecções se mantiver a mesma dos últimos sete dias – 3,6 mil novos casos – o estado irá bater a marca de 500 mil contaminações entre o domingo (17) e a segunda-feira (18).

Fonte: Jornal do Comércio/Juliano Tatsch

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui