RS tem cinco óbitos e 494 novos casos de covid-19 neste domingo

Município que mais contabilizou mortes foi Pelotas


0
Foto: Reprodução / Freepik

O Rio Grande do Sul registrou, neste domingo (26), cinco óbitos e 494 novos casos de covid-19. O município que mais contabilizou mortes foi Pelotas, com dois óbitos registrados. O Vale do Taquari teve três novos casos informados pela Secretaria Estadual de Saúde no dia.

Agora, o Estado chega a um total de 1.433.261 casos confirmados. Desses, 1.391.211 são considerados recuperados (97,1%); 6.425 são casos ativos (0,4%); e 34.741 pessoas morreram em decorrência do coronavírus (2,5%).

Leitos

Às 16h deste sábado(25), 56,2% dos leitos de UTI do estado estavam ocupados. Eram 1.856 pacientes para 3.301 leitos disponíveis.

Vacinação

Rio Grande do Sul já tem 8.080.214 pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra a covid, o que representa 70,4% dos 11.466.630 habitantes gaúchos. Desses, 5.040.379 já receberam a segunda dose (43,9%); e 301.234 receberam dose única (2,6%), o que representa 46,7% da população com ciclo vacinal completo.

Brasil

Segundo o site G1, o Brasil registrou neste domingo (26) 548  mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, com o total de óbitos chegando a 594.246 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias ficou em 528 – acima da marca de 500 pelo sétimo dia seguido. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +12% e aponta tendência de queda.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 21.340.776 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 13.972 desses confirmados no último dia – o maior registro de casos em 24 horas da pandemia. A média móvel nos últimos sete dias foi de 16.170 diagnósticos por dia, o que resulta em uma variação de -2% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de queda nos diagnósticos. 

A média móvel de casos vinha em sequência de queda por 18 dias seguidos até a semana passada, se aproximando de 15 mil diagnósticos diários, mas saltou para acima de 30 mil devido à inserção de dezenas de milhares de casos represados após um ajuste no sistema que concentra esses dados. Ao longo de três dias na semana passada, RJ e SP incluíram juntos mais de 150 mil registros de casos por conta desse problema, o que resultou nesse salto na média. Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta sexta. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

 

Texto: Vinicius Mallmann
regional@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui