RS tem nove regiões em vermelho no mapa definitivo da semana

Correspondente Confira as informações do programa Correspondente Independente das 18h.


0
Foto: Governo do RS / Divulgação

São nove as regiões em bandeira vermelha no mapa definitivo da 14ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado. A divulgação foi feita pelo governador Eduardo Leite em transmissão pelas redes sociais nesta segunda-feira (10). As bandeiras ficam vigentes a partir da 0h desta terça (11) até as 23h59 da próxima segunda-feira (17). Divulgado na sexta-feira (7), o mapa preliminar da 14ª rodada classificou 12 regiões como de alto risco epidemiológico. O governo do Estado aceitou a reconsideração de Bagé, cujo pedido foi encaminhado pelo município para toda a região, e das associações regionais de Guaíba e Uruguaiana. O Gabinete de Crise indeferiu os recursos apresentados pelas regiões de Passo Fundo, Palmeira das Missões, Erechim, Capão da Canoa, Taquara, Canoas e Pelotas, que permanecem em bandeira vermelha, por terem apresentado alto nível de ocupação dos leitos e de propagação do vírus. Os sete se somam a Novo Hamburgo e Porto Alegre, que já estavam em vermelho, e seus representantes não apresentaram pedido de reconsideração. Fonte: Governo RS


OUÇA O PROGRAMA


Após explosão em Beirute, primeiro-ministro do Líbano renuncia ao cargo

O primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, renunciou nesta segunda-feira (10). Ministros de seu governo estavam abandonando seus postos em consequência da megaexplosão, que matou, pelo menos 163 pessoas, no porto de Beirute, na semana passada, e em meio a uma onda de protestos que começou no fim de semana. Pouco antes do anúncio, ele afirmou que a explosão foi resultado de corrupção endêmica no governo. Em um discurso curto transmitido pela TV, ele afirmou que vai dar “um passo para trás para poder estar com o povo e lutar por mudanças junto com as pessoas”. Fonte: G1

Defesa diz que Temer pedirá a Bretas autorização para participar de missão oficial ao Líbano

A defesa do ex-presidente Michel Temer informou que já tem pronta uma petição que será apresentada ao Juízo da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, cujo titular é o juiz Marcelo Bretas, com pedido de autorização para que ele possa viajar ao Líbano, conforme convite do presidente Jair Bolsonaro. O pedido será protocolado assim que for expedido o decreto presidencial, que irá formalizar a nomeação já anunciada pelo Presidente da República. O presidente Jair Bolsonaro anunciou na manhã deste domingo (9) uma missão de ajuda do governo brasileiro ao Líbano, cuja capital, Beirute, foi atingida por uma forte explosão na semana passada, que deixou mais de 150 mortos e 3 mil feridos. Temer, filho de libaneses, foi escolhido para chefiar a missão. Fonte; G1

Após 100 mil mortes por Covid-19, ministro interino da Saúde diz apoiar ‘medidas de afastamento social’

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse nessa segunda-feira (10) que o governo apoia o isolamento social. Em evento de inauguração de uma unidade de processamento de testes da Covid-19 na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, ele também defendeu a necessidade de tratamento precoce para impedir o aumento de mortes na pandemia. Pazuello comparou a situação da pandemia no Brasil a uma hemorragia ao dizer que o país “precisa entender como parar o sangramento”. Fonte: G1

Pela terceira semana, região de Lajeado tem menor índice de isolamento social do RS

O Rio Grande do Sul voltou a registrar queda acentuada no índice de isolamento social na última semana. O estudo foi divulgado nesta segunda-feira (10) pelo Comitê de Dados do governo do Estado no enfrentamento da Covid-19. A região de Lajeado, assim classificada pelo governo do RS, apresenta pela terceira semana seguida o menor índice de isolamento social, com 34,1%. Seguido por Santa Rosa (34,6%), regiões de Caxias do Sul (35%) e de Bagé (35,3%). Na média dos dias úteis da semana passada, a média na área de Lajeado chegou a cair para 31,8%. Conforme o Estado, o comportamento se explica em boa parte pela flexibilização de algumas atividades previstas para a bandeira vermelha no modelo de Distanciamento Controlado adotado desde maio. GH

Com alíquota de ICMS em 17%, governo do Estado entrega projetos da Reforma Tributária para a Assembleia

O governo do Rio Grande do Sul entregou, nesta segunda-feira (10), três projetos de lei da Reforma Tributária à Assembleia Legislativa. A expectativa é que a votação aconteça na segunda quinzena de setembro. A alíquota básica de ICMS, que atualmente é de 18%, passa a ser tributada em 17%, já em 2021. Com isso, a queda de arrecadação prevista em R$ 2,85 bilhões, com o fim de todas as alíquotas majoradas, se confirma. Entre os produtos que terão redução tributária estão água mineral, sucos de frutas não fermentados, refrescos e bebidas de frutas, bebidas à base de soja ou de leite. As mudanças reduzem alguns parâmetros inicialmente propostos em termos da transição da alíquota geral de ICMS (17%), tributação de refrigerantes e leite, contribuições dos incentivos fiscais do vinho, cesta básica e insumos agropecuários, entre outros. Como as mudanças devem aumentar a tributação sobre produtos da cesta básica, por exemplo, o governo criou o Fundo Devolve-ICMS, com o objetivo de devolver parte do imposto cobrado para famílias de baixa renda. Além disso, os recursos do fundo serão usados para projetos de inovação e infraestrutura agropecuária. Fonte: G1.

Órgão técnico do MPF recomenda que Aras não assine novas regras para acordos de leniência

Parecer técnico que será entregue nesta segunda-feira (10) ao procurador-geral da República, Augusto Aras, defende que o Ministério Público Federal não assine o protocolo firmado na semana passada com novas regras para os acordos de leniência, uma espécie de delação premiada para empresas. Esse acordo foi costurado pelo Supremo Tribunal Federal com o governo Bolsonaro e o Tribunal de Contas da União, e deixou de fora o MPF. Quando o protocolo foi assinado, na última quinta (6), o MP dizia ainda não ter firmado um entendimento sobre o novo modelo. Fonte: G1

Fachin mantém decisão que negou à PGR acesso a dados da Lava Jato

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou, nesta segunda-feira (10), pedido de reconsideração de sua decisão que impediu a Procuradoria-Geral da República (PGR) de receber dados de investigações das forças-tarefa da operação Lava Jato no Paraná, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Fachin afirmou que vai levar o recurso da PGR para julgamento diretamente no plenário do STF e pediu informações para os procuradores que atuam em casos da operação Lava Jato nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná. O julgamento no plenário da Corte ainda não tem data para ocorrer. Fonte: G1

Juiz paraguaio vai decidir sobre soltura de Ronaldinho Gaúcho em 24 de agosto

O juiz paraguaio que cuida do caso de Ronaldinho Gaúcho agendou nesta segunda-feira (10) para o dia 24 de agosto a audiência em que analisará se concederá ao ex-jogador brasileiro a liberdade de retornar ao Brasil. Ronaldinho e seu irmão Roberto de Assis Moreira foram presos em Assunção no início de março por terem usado passaportes com conteúdo falso para entrar no país. Eles passaram pouco mais de um mês detidos em um quartel da polícia nos arredores da capital paraguaia e quatro meses em prisão domiciliar em um hotel no centro da cidade. Na sexta-feira (7), os promotores pediram ao juiz a suspensão condicional do procedimento para que o ídolo do Barcelona possa retornar ao seu país. Fonte: CNN

Produção e apresentação: Ricardo Sander
Próxima edição: nesta terça, às 8h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui