RS tem seis óbitos e 1.172 novos casos de coronavírus neste domingo

Menos de 1% do total de infectados está com o vírus ativo


0
Foto: Ilustrativa

O Rio Grande do Sul registrou, neste domingo (13), seis óbitos e 1.172 novos casos de covid-19. Uma das mortes foi de um morador de Bom Retiro do Sul, de 75 anos, que faleceu dia 3 de fevereiro.  O Vale do Taquari teve nove casos informados nas últimas 24 horas.

Agora, o Estado chega a um total de 2.216.561 casos confirmados. Desses, 2.157.307 são considerados recuperados (97,4%); 20.413 estão em acompanhamento (0,9%) e 38.714 pessoas morreram em decorrência do coronavírus (1,7%).

Leitos

Às 18h deste domingo (13), 60,4% dos leitos de UTI do estado estavam ocupados. Eram 1.781 pacientes para 2.950 leitos disponíveis.

Vacinação

O RS registra até este domingo (13), 9.538.202 pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra a covid, o que representa 83,1% dos 11.466.630 habitantes gaúchos. Desses, 8.309.211 já receberam a segunda dose (72,4%); e 306.002 receberam dose única (2,6%), totalizando 8.615.213 pessoas com o ciclo vacinal completo (75,1%); e ainda 3.952.340 de pessoas com a dose de reforço (34,4%).

Brasil

O Brasil registrou neste sábado (12) 381 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 654.993 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos sete dias é de 429. As informações são do site G1 com dados do consórcio de veículos de comunicação.  Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -38%, indicando tendência de queda nos óbitos decorrentes da doença.

Amapá, Rondônia e Santa Catarina não registraram mortes neste sábado. Distrito Federal e Roraima não divulgaram seus dados.

O país também registrou 47.796 novos casos conhecidos de covid-19 em 24 horas, chegando ao total de 29.350.379 diagnósticos confirmados desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi a 45.749. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -43%, indicando tendência de queda nos casos da doença.

Texto: Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui