Rússia condiciona escoamento da produção de grãos da Ucrânia a alívio de sanções ocidentais

O Kremlin estaria de acordo em conceder um “salvo conduto” para que embarcações de transporte de alimento deixam a Ucrânia, desde que o Ocidente concorde em levantar algumas das sanções


0
Ucrânia é responsável por porcentual relevante das exportações de grãos como trigo e milho ao mercado internacional. (Foto: Valentyn Ogirenko/ Reuters)

Enfrentando acusações do Ocidente de “chantagem” por represar toneladas de grãos na Ucrânia, a Rússia sinalizou que está pronta para criar um “corredor humanitário” no Mar Negro para escoamento da produção agrícola ucraniana em troca do alívio de algumas sanções contra Moscou, evitando um cenário de escassez alimentar no mercado internacional.

O Kremlin estaria de acordo em conceder um “salvo conduto” para que embarcações de transporte de alimento deixam a Ucrânia, desde que o Ocidente concorde em levantar algumas das sanções impostas desde o começo da guerra, afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Andrei Rudenko, citado pela agência de notícias Interfax na quarta-feira, 25.

“Temos repetidamente insistido sobre este ponto, que uma solução para o problema alimentar requer uma abordagem abrangente, incluindo o levantamento das sanções que foram impostas às exportações e transações financeiras russas”, disse Rudenko.

Durante a semana, líderes ocidentais acusaram a Rússia de uma ação deliberada na Ucrânia para pressionar o sistema internacional com uma redução da oferta de trigo e óleo de girassol A Ucrânia é um importante fornecedor dos gêneros alimentícios no mercado internacional.

Fonte: Estadão

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui