Rússia confirma retirada de parte das tropas da fronteira com a Ucrânia

Governo denunciou mais uma vez a "histeria" ocidental diante de uma suposta invasão no país vizinho


0
Foto: SERGEY PIVOVAROV/REUTERS

O Kremlin confirmou, nesta terça-feira (15), o início da retirada de parte de suas tropas na fronteira com a Ucrânia, ressaltando que é algo “normal” e denunciando, mais uma vez, a “histeria” ocidental diante de uma suposta invasão no país vizinho.

“Sempre dissemos que depois das manobras (…) as tropas voltarão para seus quartéis de origem. E é isso que está acontecendo agora. É o procedimento habitual”, disse o porta-voz da Presidência russa, Dmitri Peskov, à imprensa. O funcionário indicou que no futuro Moscou organizará “mais exercícios em toda a Rússia” e reivindicou o direito do país de realizar manobras em seu território.

Enquanto os países ocidentais afirmam que a Rússia prepara uma invasão na Ucrânia, Peskov denunciou uma “campanha absolutamente inédita destinada a provocar tensões”. Segundo o porta-voz, “esse tipo de histeria não tem base”. O governo de Moscou nega qualquer intenção bélica e diz que se sente ameaçado pela expansão da Otan na Europa Oriental. Por essa razão, exige “garantias de segurança”, em particular um veto contra a entrada da Ucrânia na Aliança.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui