Rússia pode declarar oficialmente guerra à Ucrânia na próxima semana, dizem autoridades ocidentais

Até o momento, o presidente russo insiste em chamar o conflito de “operação militar especial”, recusando as palavras “invasão” e “guerra”


0
Vladimir Putin, presidente da Rússia (Foto: Reprodução/ Twitter @KremlinRussia)

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, pode declarar formalmente guerra à Ucrânia em 9 de maio, uma medida que permitiria a mobilização total das forças de reserva russas, à medida que os esforços de invasão continuam falhando, acreditam autoridades de países do Ocidente. O dia 9 de maio, conhecido como “Dia da Vitória” na Rússia, comemora a derrota dos nazistas no país em 1945. Autoridades ocidentais acreditam que Putin aproveitaria o significado simbólico e o valor da propaganda do dia para anunciar uma conquista militar na Ucrânia. Autoridades ocidentais começaram a se concentrar em um cenário em que Putin declarará oficialmente guerra à Ucrânia.

Até o momento, o presidente russo insiste em chamar o conflito de “operação militar especial”, recusando as palavras “invasão” e “guerra”. “Acho que ele tentará sair de sua operação especial”, disse o secretário de Defesa britânico, Ben Wallace. “Ele está preparando o terreno para poder dizer ‘olha, agora é uma guerra contra os nazistas, e o que eu preciso é de mais pessoas’”, prosseguiu.

Durante todo o conflito, Putin continuamente enquadrou a invasão russa na Ucrânia – um país com um presidente judeu – como uma campanha de suposta “desnazificação”, uma descrição rejeitada por historiadores e observadores políticos. Uma declaração formal de guerra em 9 de maio poderia reforçar o apoio público à invasão. Autoridades ocidentais e ucranianas estimam que pelo menos 10 mil soldados russos foram mortos na guerra.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui