Sábado com 102 óbitos e 4.421 novos casos de Covid no RS

O Estado soma um total 1.109.976 de casos confirmados de Covid, sendo 95,5% considerados recuperados


0
Reprodução em 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criada pela Visual Science (Foto: Reprodução/Visual Science)

O Rio Grande do Sul registra neste sábado (05), 102 óbitos e 4.421 novos casos de Covid-19 conforme a Secretaria Estadual de Saúde. Agora o estado chega a um total de 1.109.976 casos confirmados de Covid-19. Desses, 1.060.931 são considerados (95,5%); 20.200 (2%) casos ativos e 28.765 pessoas morreram em decorrência do coronavírus (2,5%).

Vacinação
Rio Grande do Sul já tem 3.276.467 de pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra a Covid-19, o que representa 28,6% dos 11.422.973 habitantes gaúchos. Desses, 1.555.295 (13,6%) já receberam a segunda dose.

Brasil
Conforme informações do site G1, o Brasil registrou 1.184 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando nesta sexta-feira (4) 470.968 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.685 – o menor registro desde 10 de março, abaixo da marca de 1,7 mil. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -12% e indica tendência de estabilidade nos óbitos decorrentes do vírus.

É o 17º dia seguido de estabilidade nessa comparação. Isso significa que o ritmo atual tem se assemelhado mais a um platô do que a uma queda ou a um aumento na curva, e isso em patamar bastante elevado.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta sexta. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

A queda nos números verificada nesta sexta é em parte reflexo do feriado de Corpus Christi. Aos finais de semana e feriados, os registros costumam cair devido aos menores contingentes trabalhando na inclusão dos dados nos estados. Por consequência, espera-se um represamento de casos e mortes a ser verificado no início da próxima semana.

Texto: Rita de Cássia
redacao@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui