Saiba como a Certel atua para minimizar problemas e agilizar restabelecimento em caso de falta de energia

A cooperativa trabalha com a interligação de subestações e alimentadores dentro de uma mesma área para garantir o abastecimento


0
Simão e Emerson, da Certel Energia (Foto: Ricardo Sander)

O temporal da noite de sábado (5) deixou cerca de 25 mil associados da Certel sem energia elétrica, sendo que 20 mil tiveram o fornecimento normalizado no mesmo dia. Até a tarde dessa segunda-feira (7), todos os clientes estavam com o abastecimento restabelecido. O principal problema na área da cooperativa foi a queda de uma árvore sobre uma linha de transmissão, entre Forquetinha e Canudos do Vale. Isso derrubou uma subestação que alimenta o interior de Lajeado.

No programa Troca de Ideias desta terça-feira, o coordenador do Centro de Operação do sistema elétrico da Certel Energia, Emerson Palhano, e o coordenador de manutenção, Simão Pedro Diehl, descrevam como a cooperativa atua em eventos climáticos como temporais e vendavais. Ao todo são 70 mil associados.


ouça a entrevista

 


 

Segundo eles, em momentos como esse, para restabelecer a energia aos associados, a Certel trabalha em regime de sobreaviso. As equipes de emergência são alocadas em pontos estratégicos. Há também um acompanhamento da previsão do tempo.

O religamento da energia é prioridade. As equipes buscam retomar o abastecimento a um maior número de clientes, em menos tempo. A cooperativa há alguns anos não tem mais nenhum poste de madeira. A Certel também trabalha com a interligação de subestações e alimentadores dentro de uma mesma área para garantir o abastecimento.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui