Santana diz que cancelou passagem para o Brasil após alerta de Dilma sobre prisão


0
Foto: Reprodução

Um dos delatores da Operação Lava Jato, o marqueteiro João Santana afirmou nesta quarta-feira (17), por meio de nota, que ele e a mulher, a publicitária Mônica Moura, cancelaram, em fevereiro do ano passado, uma passagem de retorno ao Brasil após terem sido alertados pela então presidente Dilma Rousseff sobre a expedição de uma ordem de prisão contra o casal.

A ex-presidente diz que as declarações de Santana e Moura na delação premiada são “mentirosas”. Em um dos depoimentos de sua delação premiada, Mônica Moura afirmou aos procuradores da República que Dilma ligou para alertar João Santana sobre mandados de prisão.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui