São Paulo recebe quarto lote da Coronavac com 5,5 milhões de doses da vacina

A carga corresponde a 3,4 milhões de doses que serão envasadas no Instituto Butantan. Outros dois carregamentos devem desembarcar no país na próxima semana.


0
Foto: Governo de São Paulo / Divulgação

O Governo do Estado de São Paulo recebeu na manhã desta quinta-feira, no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), o quarto lote da CoronaVac com 5,5 milhões de doses da vacina. O secretário de saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, e o Presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, acompanharam a chegada do carregamento. A carga vinda da China é composta por 2,1 milhões de doses prontas para aplicação e outros 2,1 mil litros de insumos, que correspondem a 3,4 milhões de doses a serem envasadas no complexo do Instituto Butantan, na cidade de São Paulo. “É mais um importante passo no enfrentamento da pandemia no Brasil. O imunizante atingiu um índice de eficácia superior ao recomendado pela Organização Mundial de Saúde e, com isso, poderemos em breve solicitar à Anvisa o registro”, afirmou Gorinchteyn. Fonte: Correio do Povo

França aprova vacina da Pfizer e imunização deve começar domingo

A Autoridade Sanitária Francesa, encarregada de supervisionar todos os medicamentos que são distribuídos no país, deu sinal verde à vacina da Pfizer contra a covid-19 nesta quinta-feira (24), que abre a porta no início da campanha no próximo domingo. Esta autorização foi necessária depois que as autoridades europeias liberaram o imunizante. O regulador francês considerou que a vacina mostrou sua eficácia em maiores de 16 anos e aceitou a estratégia lançada pelo governo francês, que passa a vacinar os idosos. Embora tenham constatado que a eficácia da vacina na prevenção do desenvolvimento da doença foi demonstrada, a Autoridade Francesa declarou não ter informações sobre se ela previne a transmissão do vírus. A França planeja administrar as primeiras vacinas no próximo domingo em três asilos no país. Fonte: R7.com

Bolsonaro deve citar ações contra Covid-19 em pronunciamento

O presidente Jair Bolsonaro fará um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão na noite desta quinta-feira, véspera da Natal, às 20h30. O mandatário deve abordar o desempenho do país em relação à pandemia de Covid-19 e as ações realizadas pelo governo. Antes, Bolsonaro fará a sua tradicional live semanal pelas redes sociais. A transmissão ocorre sempre às quintas e, nesta semana, deve ocorrer às 19h. Na fala, o presidente deve agradecer o trabalho dos profissionais de saúde. A situação da economia deve ser um dos pontos abordados, assim como os auxílios os programas de assistência desenvolvidos pelo governo no período, caso do auxílio emergencial e do programa de manutenção de empregos formais. Fonte: Correio do Povo

Anvisa cria comissão para avaliar registro e autorização de vacinas

Uma Comissão Provisória da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai acompanhar, avaliar e atuar nos procedimentos de registro e autorização de uso emergencial de vacinas contra a Covid-19. Sob a coordenação técnica de um servidor especialista, a comissão vai alinhar as ações de diversas áreas da Anvisa para dar suporte técnico aos processos e garantir celeridade nas decisões e na avaliação completa dos aspectos de segurança, qualidade e eficácia dos imunobiológicos, com foco no processo de monitoramento, após aprovação pela Agência. Fonte: Correio do Povo

México é 1º país latino-americano a vacinar; Chile e Argentina recebem doses

O México começou a vacinação contra a Covid-19 nesta quinta-feira (24). Assim, o país se torna a primeira nação latino-americana a imunizar sua população. O país vai aplicar a vacina desenvolvida em conjunto pela Pfizer e BioNTech. A primeira dose foi aplicada em Maria Irene Ramirez, de 59 anos, chefe de enfermagem da unidade de terapia intensiva do Hospital Geral Ruben Leñero, na Cidade do México. A Argentina e o Chile já receberam vacinas contra a Covid-19. Um carregamento de 300 mil vacinas chegou nesta quinta-feira a Buenos Aires procedente da Rússia em um voo fretado pela Argentina. O lote permitirá ao país iniciar em breve uma campanha de imunização. Fonte: G1

Produção e apresentação: Caroline Silva
Próxima edição: hoje, às 18h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui