Saúde refaz cronograma e prevê 9 milhões de doses a menos em abril

Confira as informações do programa Correspondente Independente das 18h


0
Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

O Ministério da Saúde mudou novamente o cronograma de entrega vacinas da covid-19 e espera, agora, receber cerca de 9 milhões de doses a menos em abril do modelo AstraZeneca/Oxford, envasado pela Fiocruz (undação Oswaldo Cruz). Segundo previsão apresentada nesta terça-feira (23), o laboratório deve entregar, no próximo mês, 21,1 milhões de doses, em vez de 30 milhões. É a 5ª vez que a pasta altera o número neste mês.

Em nota, a Saúde disse que “não é responsável pela redução no cronograma”. “Para concretizar o envio dos imunizantes, a pasta depende da entrega efetiva das vacinas pelos laboratórios fabricantes”, afirmou o ministério.

No cronograma apresentado nesta terça-feira, o ministério também não deixa claro o total de doses esperadas para abril. Antes a pasta previa a entrega de 57,1 milhões de vacinas para o mês. Este número incluía ainda 1 milhão de unidades da Pfizer. Agora, a Saúde afirma que de abril a junho serão entregues 13,5 milhões de doses desta farmacêutica, mas não detalha o número previsto para o próximo mês. Fonte: R7


OUÇA O PROGRAMA 


RS registra 341 óbitos por Covid nesta terça-feira e ultrapassa 800 mil casos positivos

O Rio Grande do Sul registra nesta terça-feira (23), 341 óbitos informados pela Secretaria Estadual da Saúde. Assim, o RS chega a um total de 17.499 mortes em decorrência do coronavírus. Também foram contabilizados 8.590 novos casos, alcançando um total de 801.499. O número estimado de recuperados é de 753.739 (94% dos casos) e em acompanhamento 30.193 (4%). Dos 3.261 leitos de UTI disponíveis no Rio Grande do Sul, 3.480 (106,7%) estavam com pacientes internados às 17h desta terça.

Lajeado fará drive-thru para vacinar idosos de 72 anos ou mais nesta quarta no Parque do Imigrante

Com o recebimento de cerca de 2 mil doses de vacina contra a Covid-19, a prefeitura de Lajeado ampliará a vacinação para idosos com 72 anos completos ou mais nesta quarta-feira (24). Como a cada ano de idade que é ampliado há mais pessoas para serem vacinadas, o município optou por instalar um drive-thru dentro do Parque do Imigrante. A imunização ocorrerá das 8h às 14h, sem fechar ao meio dia. No Parque do Imigrante será apenas no modo drive-thru. Os veículos deverão acessar o Parque pela entrada lateral (junto ao Restaurante Panorâmico e à Defesa Civil).

Nesta quarta-feira, serão imunizados idosos com 72 anos completos ou mais; na quinta-feira (25), idosos com 71 anos completos ou mais; e na sexta-feira (26), idosos com 70 anos completos ou mais. Quem estiver a pé ou se deslocar de coletivo deve buscar a vacinação no Posto do Montanha, que seguirá fazendo o atendimento de idosos que estejam a pé ou usem transporte coletivo; e fará o mesmo cronograma de idades. AI/RC

Morre gata diagnosticada com Covid-19 em Caxias do Sul

Morreu na madrugada da segunda-feira (22) a uma gata infectada com o coronavírus em Caxias do Sul, na serra gaúcha. O animal não resistiu as complicações relacionadas à doença. O caso foi notificado pela Divisão de Vigilância Ambiental em Saúde do Rio Grande do Sul à Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e abastecimento na quinta-feira (18). O diagnóstico aconteceu em 5 de março, conforme a pasta, após os proprietários contraírem a Covid-19. Fonte: G1

Bolsonaro dá posse a Marcelo Queiroga como ministro da Saúde

O presidente Jair Bolsonaro deu posse nesta terça-feira (23) para o médico Marcelo Queiroga como novo ministro da Saúde. A cerimônia foi discreta, no Palácio do Planalto, e não constava na agenda oficial do presidente. A nomeação de Queiroga, assim como a exoneração de Eduardo Pazuello, não foram publicadas no “Diário Oficial da União”. Queiroga substitui Eduardo Pazuello no pior momento da pandemia de Covid-19, com recordes sucessivos de mortes e contaminações.

Alemanha reforça confinamento por cinco dias durante a Semana Santa

A maior parte do comércio irá fechar e as atividades religiosas serão canceladas na Alemanha durante a Páscoa, entre os dias 1º e 5 de abril. De acordo com a chanceler Angela Merkel, as medidas são para reforçar as restrições e impedir o aumento no número de infecções pelo coronavírus. Fonte: O Sul

Portaria da SES prevê repasse da doação de R$ 5 milhões do legislativo gaúcho para 55 Pronto Atendimentos municipais

Nesta terça-feira (23), a Secretária da Saúde, Arita Bergmann, acompanhada pela diretora do Fundo Estadual da Saúde (FES), Meriana Farid El Kek, fez a entrega ao presidente da Assembleia Legislativa (AL), Gabriel Souza, da Portaria 256/2021, que autoriza repasses de R$ 5 milhões do legislativo para custeio de manutenção de 55 Pronto Atendimentos municipais que atendem exclusivamente casos de Covid-19.

Esse valor é resultado da economia realizada pelo legislativo nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, para colaborar com os recursos estaduais no enfrentamento à pandemia. A secretária da Saúde, Arita Bergmann, disse que a entrega deste documento marca o compromisso com a transparência do governo e que “fazer gestão pública é fazer a entrega de serviços de qualidade para a população”. Ela salientou que “é de extrema importância repassar estes valores aos municípios que mantém esta estrutura de atendimento à população, por 24 horas, sete dias da semana, e que sempre foram financiados com os próprios recursos municipais”. Segundo Arita, com o aumento da demanda, aumentou o custo dos serviços, da medicação e a necessidade ampliar as equipes de atendimento. “Essa iniciativa demonstra que a Assembleia Legislativa está sendo sensível ao alcançar esses recursos a 55 serviços de Pronto Atendimento do Estado”, finalizou. A presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, Zilá Breitenbach, também participou do ato que foi realizado nas dependências da Assembleia Legislativa. Fonte: Governo RS

Anvisa muda bula da vacina Oxford para conter diarreia e sonolência nas reações

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alterou a bula da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca com a Universidade de Oxford para incluir diarreia e sonolência como possíveis reações adversas ao imunizante, informou o órgão regulador em nota nesta terça-feira (23).De acordo com a Anvisa, a diarreia é uma reação à vacina que “pode ser comum”, já a sonolência é “considerada uma reação incomum após administração da vacina”. “As alterações foram realizadas no último dia 16 de março, após análise da área de Farmacovigilância da Anvisa”, informou a agência reguladora. Fonte: CNN

Produção e apresentação: Rita de Cássia

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui