Secretaria planeja reestruturação dos postos de saúde de Lajeado em quatro áreas e seis macrorregiões

O projeto está atualmente na fase de levantamento e avaliação de custos, mas a ideia é que a implantação ocorra de forma progressiva em 10 anos, com início pela definição do novo local para a instalação do Posto do Centro, ainda neste ano.


0
Secretário de Saúde de Lajeado, Cláudio Klein (Foto: Tiago Silva)

A Secretaria de Saúde de Lajeado planeja uma reestruturação ampla na distribuição dos serviços na área de saúde na cidade. Na nova estruturação, Lajeado será dividido em quatro áreas ou quadrantes (Centro, Conventos, Olarias e São Cristóvão), e seis macrorregiões (Centro e Jardim do Cedro na Área 1, Montanha e Conventos na Área 2, Olarias na Área 3 e São Cristóvão na Área 4). Dentro delas haverá distinção entre unidades primárias, secundárias e secundária ampla (o Posto do Centro).

De acordo com a prefeitura, a reorganização do sistema de saúde observa área populacional e distâncias geográficas, por meio de hierarquização, otimização de recursos humanos, materiais e financeiros, com descentralização da gestão e ampliação do atendimento a bairros mais distantes. Para o secretário de Saúde, Claudio Klein, haverá uma distribuição equilibrada dos serviços de saúde na área física de Lajeado.

O projeto está atualmente na fase de levantamento e avaliação de custos, mas a ideia é que a implantação ocorra de forma progressiva em 10 anos, com início pela definição do novo local para a instalação do Posto do Centro, ainda neste ano. “A gente vem há um ano e meio, num grupo de trabalho, debatendo”, explica o secretário, sobre as mudanças.

Klein explica que os quadrantes foram organizados com base nas divisões que as próprias rodovias que cortam a cidade, BR-386 e ERS-130, oferecem, levando em conta o ponto de vista populacional equivalente.

Já os postos de saúde foram esquematizados com dois níveis de atendimento de acordo com a complexidade: o primário e o secundário. Por isso as macrorregionais, onde serão centralizados o principal dos serviços em saúde. “A proposta é: todos esses postos de macrorregião serem novos”, destaca.

“Os postos vão deixar de ter uma vinculação única com um bairro; eles vão ter com uma área de população”, pontua o secretário. Porém, Klein lembra que o Posto do Centro, por sua vez, ganhará caráter de um centro clínico, e concentrará as especialidades em ginecologia, psiquiatria, cirurgia e dermatologia pela facilidade de acesso.

Atualmente, Lajeado tem 16 ESFs, 7 ESBs (Centro, Conservas, Conventos, Jardim do Cedro, Olarias, Santo André e Santo Antônio), 4 UBSs (Centro, Universitário, Novo Tempo e São Cristóvão) e 3 Centros de Saúde (Centro, Montanha e São Cristóvão).

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui