Secretário nacional da Defesa Civil visita Lajeado: “Há um comprometimento muito grande da gestão dessa cidade com os riscos e desastres”

Coronel Alexandre Lucas Alves conheceu pontos da cidade para troca de informações, melhorarias na estrutura e no plano de ação do município em época de enchente


0
Durante a visita, prefeito Marcelo Caumo foi passando informações ao coronel e sua equipe (Foto: Camila Santos / ASCOM / Defesa Civil Estadual / Divulgação)

Lajeado e outros municípios da região estão mobilizados para tratar de questões que envolvam prevenção e diminuição no tempo de resposta no atendimento à população em casos de enchentes no Rio Taquari. Os movimentos, de forma mais efetiva, iniciaram após o Vale do Taquari registrar a maior cheia dos últimos 64 anos em julho de 2020, quando as águas do Rio Taquari, no Porto de Estrela, atingiram a marca de 27,39 metros. Além de reuniões com defesas civis de outras cidades, instalações de réguas e projeção de um simulado, nesta sexta-feira (15), Lajeado recebeu a visita do secretário nacional da Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas Alves, para vistoria de obras e troca de informações de questões técnicas e financeiras.


ouça a reportagem

 


Na companhia do prefeito Marcelo Caumo e do secretário de Segurança Pública do município, Paulo Locatelli, além de membros da Defesa Civil do Estado do RS, o coronel visitou pontos da cidade que são afetados pela elevação das águas, entre eles o local escolhido para instalação das réguas que vão auxiliar na leitura do nível do rio, na Rua Osvaldo Aranha, próximo ao Belvedere Aldino Aloisio Gallas.

O coronel avaliou a visita e a troca de informações como muito positiva para a continuidade do trabalho. “Visitamos as obras cujos os recursos foram liberados pela Secretaria Nacional da Defesa Civil, R$ 4 milhões, que possibilitou a recuperação de 14 pontos de erosão no rio por questões das enchentes, são obras que estão concluídas e bem feitas.”

No encontro também foi falado sobre medidas não estruturantes, além de conhecimento de áreas de risco e inundações do município. “A gente pode perceber que há um comprometimento muito grande da gestão dessa cidade quanto a riscos e desastres, o que nos agrada muito. Principalmente, ficamos felizes com o dinheiro público do contribuinte sendo bem empregado”, diz o coronel.

Essas medidas vão ao encontro daquilo que defende o presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, segundo o secretário. “Para que a política pública chegue ao seu destinatária que é o povo brasileiro”, completa.

Além das ações em obras, que envolvem estruturas físicas, o coronel também cita medidas com elaboração de planos de contingência para ação com maior efetividade em caso de enchente. “Bloqueios de vias para não deixar que as pessoas entrem em área de inundação, sistemas de monitoramento e alerta para que as pessoas sejam avisadas com antecedência de desastres com eminência de acontecer”, relata.

O secretário nacional também destacou questões como alertas por telefone e melhorias nas estruturas de abrigos da cidade. “Foi uma manhã muito produtiva e passamos várias possibilidades para que a gestão de Lajeado melhore ainda mais”, pondera.

O prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, destacou a importância de ter lideranças nacionais no município. “Essa política de proximidade dos órgãos federais com agentes locais, com nós aqui na ponta, ela é muito produtiva, é muito eficaz e traz retorno”, diz o prefeito.

O chefe de governo também falou sobre o Manual de Boas Práticas da Defesa Civil que pode ser usado por todas as cidades do país e servirá também para qualificar as ações locais. “São 84 práticas simples e eficazes, com pouco investimento de recurso, mas com grande retorno para população que estão a disposição para serem seguidas em momentos de dificuldade. Então vamos nos aprofundar, estuda, para reverter isso aqui para população”.

Coordenador da Defesa Civil de Lajeado, Juliano Pedroso, apresentou o plano de contingência em reunião na prefeitura (Foto: Gabriela Hautrive)

Na manhã desta sexta-feira (15), enquanto o secretário nacional visitava o município, os coordenadores do Departamento de Trânsito e Defesa Civil de Lajeado, Vinícius Renner e Juliano Pedroso, respectivamente, juntamente de outros agentes da prefeitura, realizavam reunião para detalhar e ajustar o Plano de Contingência da cidade, tratando de questões de alertas, comunicação para imprensa, mobilização de equipes e sinalizações de trânsito, além de outros fatores que são necessários para evitar grandes prejuízos para famílias que são atingidas pela enchente em momentos de cheia no Rio Taquari.

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui