Secretário sugere que médicos críticos à internação compulsória não participem de programa da Prefeitura


0
Foto: Will Soares/G1

O secretário municipal da Saúde de São Paulo, Wilson Pollara, sugeriu nesta sexta-feira (26) que os médicos contrários à possibilidade de internação compulsória de dependentes químicos da Cracolândia deixem o programa Redenção, de combate ao uso de drogas.

A declaração de Pollara foi dada durante coletiva na sede da Prefeitura e após médicos procurarem o Conselho Regional de Medicina (Cremesp) para contestar a inclusão de seus nomes no pedido que a Prefeitura fez à Justiça para internar usuários de drogas compulsoriamente.

Eles foram apontados na petição como responsáveis por avaliar se os dependentes químicos precisam de internação.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui