Segue a procura por testes de covid-19 nas farmácias de Lajeado e agendamentos cada vez mais escassos

Em três farmácias consultadas pela Rádio Independente, o valor do teste varia de R$ 79,90 a R$ 100,00


0
Foto: Ilustrativa / Divulgação

Desde o fim de dezembro a farmácia Droga Raia começou a perceber uma procura mais acentuada por testes de covid-19, mas foi a partir do dia 3 de janeiro que o a demanda cresceu de forma expressiva, como explica o farmacêutico Matthaus Henrique dos Santos. “Desde o dia 30 de de dezembro começamos a ter as novas procuras por testes porque, até então, não havia busca e a partir do dia 3 de janeiro, só aumentou”, conta. Diariamente, são feitos 31 testes para diagnosticar o vírus.

Contudo, desde então, semana após semana, esta procura não teve redução, e por isso, conforme ele, a testagem é feita somente mediante agendamento. “Atualmente, trabalhamos com agendamentos porque normalmente nossos horários estão fechados, mas acontece de um ou outro desistir e conseguimos encaixar”, explica.

O mesmo ocorre na filial Lajeado 1 da Farmácia São João. O gestor Carlos Huber diz que em média são feitos 22 testes por dia, mas que não há risco de faltar exames. “No momento não há risco de faltar, e em nossa filial é somente por agendamento. Às vezes, conseguimos fazer encaixes”, comenta.

 
Em três farmácias consultadas pela Rádio Independente, o valor do teste varia de R$ 79,90 a R$ 100,00.

Além das farmácias

Além das farmácias, quem possui plano de saúde Unimed VTRP pode buscar pelo teste. No entanto, a superintendente executiva da Unimed VTRP, Rosilene Knebel, diz que a pessoa só conseguirá realizar a testagem após passar por uma avaliação médica. “O teste será feito depois de uma solicitação do médico. Temos o pronto atendimento virtual além dos prontos-socorros credenciados, mas é importante que essa pessoa não circule, já que ela possui os sintomas”, ressalta. No formato virtual o cliente também é atendido pelo médico.

Para quem prefere o teste gratuito, pode se dirigir na UPA em Lajeado ou no Posto de Saúde do Centro, em ambos é necessário consultar com um médico para posterior testagem.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui