Seminário aborda qualidade e armazenamento de água em Linha 32, em Arroio do Meio

Comunidade foi a mais afetada com a estiagem do ano passado


0
Seminário da água ocorreu em Linha 32, em Arroio do Meio (Foto: Caroline Silva)

Ocorreu na tarde desta terça-feira (26) o Seminário da Água, em Linha 32, em Arroio do Meio. O encontro foi promovido pela administração municipal, por meio da secretaria de Agricultura e Emater. Além da comunidade, também participaram membros do Conselho Municipal do Meio Ambiente e representantes das associações de água do município. O debate teve por objetivo buscar alternativas para evitar problemas com a falta de água na localidade.

Presidente da associação da água de Linha 32, José Kafer (Foto: Caroline Silva)

Após reclamações sobre a qualidade da água, uma análise divulgada recentemente apontou para 100% potável. O presidente da associação da água de Linha 32, José Kafer, diz que antes do feriado de Páscoa perceberam uma melhora na água. “Em 2020 perfuraram o primeiro poço, e depois foi perfurado outro, mas depois faltou água, e desde então estávamos com problemas. Depois a prefeitura perfurou mais fundo ele, mas deu consumo inválido. E agora essa nova análise apontou boa qualidade, e estamos felizes, porque é um poço que tem muita água”, comenta.

O secretário de Agricultura, Élcio Roni Lutz, lembra que trabalharam de forma incansável para ajudar os moradores da localidade. “Fizemos o transporte de água, compramos água da Corsan, fizemos o transporte de mais de 200 cargas, no valor de R$91 mil. Foi feito perfuração de poço, onde foi encontrado água salobra, mas agora foi feito outra análise e a água está 100% potável”, explica.

O engenheiro agrônomo da Emater/Ascar, Marcos José Schäfer, foi o palestrante do seminário. Ele falou sobre águas superficiais, armazenamento e usos. Conforme o engenheiro agrônomo, é preciso que os moradores aprendam a reservar água. “A água não falta, nos quatro últimos anos choveu acima da média, mas existe uma época que não chove, então o que a gente vêm falar para os moradores é a preservação de água, guardar água de açude, nascentes, para quando faltar, haver água”, aconselha.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui