Senado aprova autonomia do BC

Confira as informações do programa Correspondente Independente do meio-dia.


0
Foto: Roque de Sá / Agência Senado

O Senado aprovou nesta terça-feira (3), por 56 votos a 12, o projeto de lei complementar 19/2019, que garante a autonomia do Banco Central. Em resumo, o projeto prevê que presidente do BC e demais diretores terão mandatos de quatro anos, intercalados com o do Presidente da República, podendo no máximo terem uma reeleição./CNN.

Mesmo com apuração em andamento, Trump se declara reeleito

Em pronunciamento na madrugada desta quarta-feira (4), o presidente Donald Trump afirmou que, por direito, ganhou a eleição e irá recorrer à Suprema Corte para parar a contagem de votos e impedir uma “fraude”. Ele fez a afirmação mesmo estando atrás de Joe Biden nas projeções de delegados no colégio eleitoral. Em discurso, também na madrugada, Biden já havia afirmado que “a eleição não acaba até que todos os votos sejam contados”. /G1

Salles exonera coordenador de fiscalização do Ibama

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, exonerou nesta quarta-feira (4) o coordenador-geral de Fiscalização Ambiental do Ibama, Walter Mendes Magalhães Júnior. Policial militar de São Paulo aposentado, Magalhães Júnior estava no cargo há oito meses. Ele tinha sido nomeado chefe dos fiscais do órgão no final de abril, no lugar de um servidor de carreira. O substituto ainda não foi anunciado. /CNN.

Flávio Bolsonaro é denunciado pelo Ministério Público e critica decisão

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) criticou, em nota, a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro contra ele e assessores. Nesta quarta-feira (4), o MPRJ denunciou ao Tribunal de Justiça do estado o senador Flávio Bolsonaro, o assessor Fabrício Queiroz e mais 15 pessoas pela prática dos crimes de organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita, ocorridos entre os anos de 2007 e 2018./CNN.

Produção e apresentação: Luís Fernando Wagner
Próxima edição: às 17h54

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui