Servidores do INSS do RS entram em greve por tempo indeterminado a partir do dia 16

Foram três rodadas de mesas de negociações no Ministério de Gestão e Inovação, onde o governo rejeitou todas as reivindicações da categoria


0
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Após meses aguardando uma negociação efetiva, em que o governo federal atendesse as reivindicações, a categoria dos servidores públicos federais do Seguro Social (INSS) esgotou todas as alternativas de acordo e decidiu deflagrar o movimento de greve por tempo indeterminado a partir da terça-feira (16), em todo Brasil.

Em Assembleia no Sindicato dos Trabalhadores Federais da Saúde, do Trabalho e da Previdência do Rio Grande do Sul (Sindisprev), os servidores do INSS referendaram a deliberação da Plenária Nacional da Fenasps ocorrida em 30 de junho de 2024 e recusaram a proposta de acordo apresentada pelo governo na terceira rodada da Mesa Específica do Ministério de Gestão e Inovação (MGI) e deflagraram GREVE em todo Estado.

Foram três rodadas de mesas de negociações no Ministério de Gestão e Inovação (MGI), onde o governo rejeitou todas as reivindicações da categoria e ainda incluiu medidas que fragilizam a Carreira do Seguro Social. A avaliação é que a postura do governo não é de negociar efetivamente e tenta forçar os servidores a desistirem das negociações, o que justifica um posicionamento de força da categoria, que é a deflagração da greve.

De acordo com o diretor Daniel Emmanuel do SindisprevRS, a última proposta do governo, apresentada no dia 03, é muito ruim para categoria, “porque além dela não atender a nenhuma reivindicação referente a estrutura da Carreira do Seguro Social, que é a principal preocupação dos servidores, ela ainda propõe o congelamento da Gratificação de Atividade Executiva (GAE) e o alongamento da carreira de 17 padrões para 20 e 4 classes, rebaixando os vencimentos de entrada das primeiras classes/padrões e desvalorizando a Carreira do Seguro Social”, explica.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui