Sicredi Integração RS/MG libera R$ 54 milhões no Plano Safra e participação no mercado cresce 78%

Valor corresponde a aproximadamente 57% a mais do que no ano-safra 2019/2020


0
Foto: Divulgação

Com diversas políticas exclusivas e uma constante atenção ao agronegócio, a Sicredi Integração RS/MG finaliza no dia 30 de junho as operações de crédito rural do Plano Safra 2020/2021, através do qual foram liberados cerca de R$ 54 milhões para 1,7 mil contratos destinados a investimentos ou custeio agrícola, pecuário e de fumo. O valor corresponde a aproximadamente 57% a mais do que no ano-safra 2019/2020, quando foram contratados cerca de R$ 21 milhões, e contemplou o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e o Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro).

Com isso, a cooperativa aumentou em 78% sua participação no mercado em relação ao plano anterior, o que, para o assessor de negócios – Agro, Guilherme Carlos Kern, demonstra a confiança que o produtor rural está depositando na Sicredi. “Isso aumenta nossa responsabilidade em continuar com a oferta de produtos adequados, com agilidade na contratação e suporte na tomada de decisão”, avalia. De acordo com ele, o associado conta com um trabalho de assessoria especializada com informações de mercado e cenário, o que contribui para decisões mais acertadas.  

Ainda segundo Kern, a temporada 2020/21 trouxe um panorama positivo ao produtor rural, com condições climáticas adequadas e um momento econômico das culturas como milho, soja e carnes em um patamar poucas vezes visto. Assim, foram liberados R$ 16 milhões em custeio agrícola, R$ 6,5 milhões no pecuário e R$ 3 milhões no de fumo. Já em investimentos, foram R$ 12 milhões para o agrícola e R$ 15,6 milhões para o pecuário. Em relação ao Proagro, nesta safra foram apenas 43 acionamentos, os quais estavam ligados à seca, variação excessiva de temperatura, vento forte e pragas.

Para a Safra 2021/2022, a Sicredi Integração RS/MG aguarda a divulgação das regras de concessão do crédito rural por parte do Governo Federal. A previsão é que isso ocorra ainda em junho, devendo as agências estarem preparadas para as contratações de custeio a partir de julho. “Tão logo ocorra a divulgação, iremos preparar nossas agências, alinhando as mudanças, caso houver, e iniciar as contratações de custeio o mais breve possível”, destaca o assessor de negócios da cooperativa de crédito.

Já para os investimentos via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) há uma novidade. As operações já podem ser encaminhadas, ficando reservadas para envio ao BNDES dia 17 de julho, data estimada da abertura dos protocolos de investimento via BNDES. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui