Sicredi reforça apoio a pequenos e médios empreendedores gaúchos

Durante o ano de 2020, a maior parte da liberação de recursos do Pronampe pela instituição financeira cooperativa ocorreu em municípios com até 100 mil habitantes


0
Foto: Divulgação

O Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 5 milhões de associados e atuação em 24 estados e no Distrito Federal, segue comprometido com o desenvolvimento de seus associados no Rio Grande do Sul. Neste sentido, durante 2020, os recursos liberados pela linha de crédito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) chegaram a mais de R$ 707 milhões em quase 17 mil operações.

O Sicredi liberou crédito via Pronampe em 454 cidades, o que equivale a 92% dos municípios gaúchos. Além disso, mais de 80% dos recursos do Programa, concedidos via Sicredi, foram destinados a microempresas e empresas de pequeno porte de municípios com população de até 100 mil habitantes, representando volume de R$ 584 milhões.

“O levantamento mostra que os recursos liberados não foram concentrados em uma única região e esse auxílio aos associados por meio das linhas emergenciais foi fundamental para a sustentação dos negócios, pois permitiram, por exemplo, a manutenção do capital de giro e o cumprimento de obrigações como salários, contas e outras despesas importantes para o associado. São municípios de pequeno e médio porte que têm na economia local uma das principais fontes de renda para a região. Como estamos próximos dos associados, podemos compreender melhor as necessidades e buscar alternativas que possam contribuir para a manutenção de empregos e renda”, explica o vice-presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste, Márcio Port.

No total, o Sicredi liberou mais de R$ 1,4 bilhão em linhas emergenciais no Rio Grande do Sul, por meio do Pronampe, do Programa Emergencial de Acesso a Crédito (PEAC FGI) e do Programa Emergencial de Suporte ao Emprego (PESE). AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui