Sinduscom VT e sindicatos laborais assinam reajuste de 2,46% para trabalhadores de 30 municípios

Funcionários das indústrias da construção, mobiliário, marcenarias, olarias e afins terão percentual aplicado já na folha de agosto.


0
Negociações ocorreram na sede do Sinduscom VT, em Lajeado (Foto:Divulgação/Sinduscom)

O Sindicato das Indústrias da Construção, Mobiliário, Marcenarias, Olarias e Cerâmicas para a Construção, Artefatos e Produtos de Cimento e Concreto Pré-Misturados do Vale do Taquari (Sinduscom-VT) e os sindicatos laborais de Lajeado e Teutônia finalizaram as negociações da convenção coletiva de 2020. Assim, foi firmado o reajuste de 2,46% sobre os salários-base de maio de 2019 para 30 municípios da região do Vale do Taquari. O percentual deverá ser aplicado já na folha de agosto e os valores relativos às diferenças de maio, junho e julho poderão ser parcelados entre os meses de agosto e dezembro.

Municípios abrangidos

O sindicato laboral de Lajeado engloba os municípios de Anta Gorda, Arroio do Meio, Capitão, Cruzeiro do Sul, Doutor Ricardo, Encantado, Ilópolis, Lajeado, Marques de Souza, Muçum, Nova Bréscia, Pouso Novo, Progresso, Putinga, Relvado, Roca Sales, Santa Clara do Sul, Sério e Travesseiro. Já o de Teutônia contempla Boa Vista do Sul, Bom Retiro do Sul, Colinas, Estrela, Fazenda Vila Nova, Imigrante, Paverama, Poço das Antas, Tabaí, Teutônia e Westfália.

Pisos salariais por categoria:

Mobiliário, Marcenarias e Esquadrias
Contrato de experiência (60 d) = R$ 1.355,20 p/mês ou R$ 6,16 p/hora
Após contrato de experiência = R$ 1.397,00 p/mês ou R$ 6,35 p/hora
Profissionais = R$ 1.564,00 p/mês ou R$ 7,11 p/hora
(Assim considerados: serrador de madeiras, lixador, lustrador, montador e pintor de móveis)
Marceneiro / esquadrieiro = R$ 1.982,20 p/mês ou R$ 9,01 p/hora
Aos “aprendizes” referidos pelo Decreto nº 5.598, de 1º/12/2005 (D.O.U. 02/12/2005), um piso/hora de R$ 5,29 por hora (R$ 1.163,80 p/mês)

Construção Civil e Similares
Servente = R$ 1.324,40 p/mês ou R$ 6,02 p/hora
Oficiais = R$ 1.773,20 p/mês ou R$ 8,06 p/hora
(Assim considerados: pedreiros, ferreiros, carpinteiros, pintores, azulejistas, gesseiros ou assemelhados, colocadores de basalto, parqueteiros, pastilheiros, marmoristas, oficiais eletricistas e oficiais hidráulicos)
Aos “aprendizes” referidos pelo Decreto nº 5.598, de 1º/12/2005 (D.O.U. 02/12/2005), um piso/hora de R$ 5,29 por hora (R$ 1.163,80 p/mês)

Olarias e Cerâmicas para Construção
Servente = R$ 1.324,40 p/mês ou R$ 6,02 p/hora
Profissionais = R$ 1.773,20 p/mês ou R$ 8,06 p/hora
(Assim considerados: mecânicos, eletricistas, operadores de máquinas automotoras (trator, pá-carregadeira e similares) e o responsável pelo cozimento (queimador) e secagem). AI/RS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui