Há 40 anos o diagnóstico tardio foi um problema na busca da cura do câncer infantil. Não se pensava em crianças com câncer. Além disso, os sintomas se assemelham a muitas outras doenças infantis, o que dificultava (e ainda dificulta) um diagnóstico em tempo. A diferença é que a maioria das doenças infantis (geralmente viroses) desaparece entre 7 e 10 dias, o que não acontece quando se trata de câncer.

Atualmente, cerca de 70% dos pacientes alcançam a cura através dos diversos métodos de tratamento, alguns tipos de câncer têm índice de cura superior a 90% e outros tipos mais agressivos (minoria) ainda estão com índices de 20%, infelizmente. No entanto, seja qual for o tipo de câncer, o diagnóstico precoce é fundamental para a cura. Preste atenção às queixas das crianças e adolescentes.

Fique atento caso os sintomas persistam mesmo com tratamento. Entre os sintomas estão: perda de peso – inexplicável e contínua. Dor nas articulações que prejudicam as brincadeiras e ou atividades. Caroços que não cedem – costumam aparecer no pescoço, axilas, virilhas e abdome.

Caso identifique em sua criança ou adolescente algum (ou alguns) dos sintomas procure um médico. Caso o problema persista após consulta e tratamento, retorne ao médico e insista em um diagnóstico mais cuidadoso ou consulte uma segunda opinião.

Fonte: familia.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui