Situação deve estabilizar em 30 dias, afirma coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Lajeado

Juliana Demarchi analisa aumento de casos de coronavírus na região, e relata mudança nas características da doença.


0
Coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Lajeado, Juliana Demarchi (Foto: Gabriela Hautrive)

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Lajeado, Juliana Demarchi, estima que os casos de coronavírus só devem estabilizar e diminuir daqui a cerca de 30 dias na região e no estado. Ou seja, no início de abril.

“A gente faz uma projeção para em torno de 30 dias”, destaca. “Isso se a gente conseguir frear a transmissibilidade do vírus, e a gente não tenha novos casos daqui a 14 ou 15 dias, que é o ciclo da doença”, complementa.


ouça a entrevista

 


Conforme Juliana, “a gente ainda vem percebendo todos os dias um aumento na necessidade tanto de internações como de leitos de UTI”. Por isso, ela calcula que na próxima semana a região ainda terá um aumento na busca por atendimentos hospitalares.

Conforme ela, neste que é o pior momento da pandemia, há duas características diferentes nos casos de Covid-19. Tem pacientes com dois ou três dias de sintomas precisando de internação e suporte respiratório. Além disso, há pacientes com 12 a 14 dias de sintomas apresentando piora em seus quadros.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica relata quadros de saúde mais agudos, com evoluções mais rápidas e sintomas se arrastando por mais tempo, de forma mais intensa.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui