STF forma maioria a favor de manter suspensão da convocação de governadores pela CPI da Covid

Confira as informações do programa Correspondente Independente das 18h


0
Foto: Agência Senado / Divulgação

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria de votos nesta quinta-feira (24) a favor de manter a decisão que suspendeu a convocação de governadores pela CPI da Covid. O julgamento acontece em plenário virtual, no qual os ministros inserem os votos em sistema eletrônico, e começou na madrugada desta quinta. O prazo para apresentação dos votos acaba às 23h59 desta sexta (25). Em 26 de maio, a CPI aprovou a convocação de nove governadores. Dois dias depois, cerca de 20 governadores acionaram o Supremo contra a decisão. O grupo argumentou que a convocação fere o princípio da separação de poderes e representa intervenção federal não prevista na Constituição. Ao analisar o caso, a ministra Rosa Weber suspendeu a convocação, decidindo que eles podem ser convidados a comparecer de forma voluntária. Agora, o plenário julga se mantém ou derruba a decisão. Nos votos já apresentados, além de tratar da questão dos governadores, alguns ministros também sinalizaram que a comissão não tem poderes para convocar o presidente Jair Bolsonaro. Fonte: G1

Agência do Santander é atacada por assaltantes em São Leopoldo

Uma agência do Santander foi atacada por assaltantes na manhã desta quinta-feira em São Leopoldo, na região do Vale do Rio dos Sinos. O banco fica localizado na rua Independência, na área central da cidade. No entanto, os criminosos não tiveram êxito em roubar o dinheiro. Após a fuga da quadrilha, os policiais militares do 25º BPM foram mobilizados na ocorrência e realizaram buscas na região. Os dois bandidos embarcaram em um Hyundai i30, de cor prata. O veículo teria sido visto em alta velocidade na ERS 118. Um cerco foi montado na área pela Brigada Militar. Informações sobre os bandidos podem ser repassadas, mesmo sob anonimato, ao telefone gratuito 0800-510-2828. Fonte: Correio do Povo

Lajeado segue aplicando apenas segundas doses de vacina contra Covid-19 nesta sexta-feira

O município de Lajeado seguirá fazendo apenas a segunda dose das vacinas CoronaVac e Oxford nesta sexta-feira (25). O local para vacinação de segunda dose da CoronaVac é o Auditório da Secretaria de Desenvolvimento Social, das 8h às 12h. Podem se vacinar todos que realizaram o cadastro para segunda dose ou quem está com a segunda dose em atraso. Já para segunda dose de Oxford, as referências são o Posto de Saúde do Centro e o Posto de Saúde do São Cristóvão, das 8h às 14h nos dois locais. Podem buscar a vacinação todos que estão na data de fazer a segunda dose da Oxford. A vacinação de primeira dose segue suspensa por falta de vacinas. AI/RC

Lajeado organiza volta às aulas com a ampliação dos horários a partir de segunda-feira

A Secretaria da Educação de Lajeado organiza o cronograma de retorno das aulas com a ampliação dos horários de atendimento. Na próxima segunda-feira (28), os alunos de 1 e 2 anos retornam às Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) de Lajeado. A partir de segunda-feira também será ampliado o horário de atendimento das turmas de 3 e 4 anos e o atendimento das turmas da pré-escola ao 9° ano do Ensino Fundamental, que passará a ser diário para todos os alunos. A participação presencial da aula segue não sendo obrigatória. No turno inverso do ensino regular, os alunos poderão voltar a frequentar os Projetos Vida a partir de segunda-feira. AI/RC

INSS começa a pagar a segunda parcela do 13º salário dos aposentados

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começou a pagar nesta quinta-feira (24) a segunda parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas. O pagamento foi antecipado novamente neste ano por conta da pandemia de coronavírus. Nesta quinta, o pagamento da segunda parcela será feito para quem recebe até 1 salário mínimo, e tem número do benefício encerrado em 1. O pagamento da 2ª parcela segue até 7 de julho para os demais beneficiários. A antecipação será creditada junto com os benefícios de junho. Para aqueles que recebem até 1 salário mínimo, o depósito da antecipação será feito entre os dias 24 de junho e 7 de julho, de acordo com o número final do benefício, sem levar em conta o dígito verificador. Fonte: G1

Estado confirma conclusão de aplicação da primeira dose na população adulta até 20 de setembro

O governo do Estado anunciou, em transmissão ao vivo nesta quinta-feira (24), a antecipação da conclusão da aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 em toda a população adulta gaúcha até 20 de setembro. No começo de junho, a Secretaria da Saúde já havia anunciado a possibilidade de, até setembro, imunizar todos os integrantes dos grupos de maior vulnerabilidade, os trabalhadores da educação e ainda vacinar, com a primeira dose, o público das faixas etárias mais altas até 18 anos. A previsão inicial era de que esse patamar seria alcançado até o final do mês de setembro. A secretaria estima, ainda, que toda a população gaúcha adulta receba também a segunda dose do imunizante até dezembro deste ano. Fonte: Governo RS

Governo anuncia premiação de R$ 1,25 milhão para municípios que mais vacinarem

Como forma de incentivar uma competição saudável para vacinação contra a Covid-19 entre os municípios gaúchos, o governo do Estado anunciou, nesta quinta-feira (24), uma proposta de incentivo às prefeituras, com duas premiações em duas datas, para que as cidades acelerem a imunização da população. As prefeituras vão disputar o montante com localidades de características populacionais semelhantes, e devem investir o montante na rede pública de saúde. Os repasses extraordinários vão custar R$ 1,25 milhão. O valor será dividido em duas parcelas, de R$ 625 mil cada.

Epidemiologista diz à CPI da Covid que cerca de 400 mil mortes poderiam ter sido evitadas

Em depoimento à CPI da Covid nesta quinta-feira (24), o epidemiologista Pedro Hallal disse que cerca de 400 mil mortes pela doença no país poderiam ter sido evitadas caso medidas de controle, como o distanciamento social e a celeridade na vacinação, tivessem sido implementadas no país. O Brasil tem atualmente mais de 508 mil mortes. Hallal é coordenador da pesquisa Epicovid, estudo da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e universidades parceiras. Hallal relatou que há estudos apontando que a demora pode ter acarretado em 145 mil mortes. Hallal fez comparações sobre os números de mortes no Brasil e no resto do mundo.

Só a demora na compra de vacinas, segundo o pesquisador, levou a pelo menos 95,5 mil mortes que poderiam ter sido evitadas. “Nós fizemos uma análise que estimou que especificamente o atraso na compra das vacinas da Pfizer e da CoronaVac resultou em 95,5 mil mortes”, afirmou. Hallal relatou que há estudos apontando que a demora pode ter acarretado em 145 mil mortes. Hallal fez comparações sobre os números de mortes no Brasil e no resto do mundo – segundo o epidemiologista, o país, que representa 2,7% da população mundial, registra 13% das mortes por Covid do planeta. Somente nesta quarta-feira, ressaltou, uma a cada três vítimas da doença é do Brasil. Hallal também apontou que a mortalidade acumulada no Brasil é de 2.345 pessoas para cada um milhão de habitantes. No mundo, disse, são menos de 500 mortes para cada milhão de habitantes. O epidemiologista atribuiu à postura do presidente da República, Jair Bolsonaro, a principal responsabilidade pela situação da pandemia no país. Para Hallal, Bolsonaro adotou posições “indefensáveis” ao longo da expansão da doença. Fonte: G1

Chuva e vento forte destelham casas e derrubam árvores em Santa Maria

A forte chuva que caiu em algumas regiões do Rio Grande do Sul na noite de quarta e madrugada de quinta-feira (24) destelhou casas e derrubou árvores em Santa Maria, na Região Central do estado. A ventania começou por volta da meia-noite e, segundo meteorologistas que avaliaram os estragos, para derrubar árvores, a velocidade do vento pode ter alcançado 90 km/h. Vários bairros ficaram sem energia elétrica. Árvores caíram, chegando a bloquear ruas e destelhar casas. Com a chuva, algumas residências também ficaram alagadas. Ninguém ficou ferido. A Defesa Civil precisou pedir reforço da Guarda Municipal para atender as demandas. Até as 10h30, 16 casas haviam recebido lonas; quatro casas estavam alagadas; cinco árvores caídas, sendo três delas em fios de alta tensão. Uruguaiana, na Fronteira Oeste, registrou uma das maiores ventanias do estado. Segundo as estações do Inmet, os ventos chegaram a 80,3 km/h. Em Quaraí, ficou em 74,5 km/h. Entra quarta e quinta-feira, foram mais de 80mm de chuva em algumas cidades da Fronteira Oeste, como Itaqui e Alegrete. O volume é mais do que 70% da chuva esperada para todo mês de junho. Em Alegrete choveu 115mm. Fonte: G1

Produção e apresentação: Rita de Cássia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui