Suinocultura comemora resultados expressivos de 2020

Exportações e consumo interno em alta motivaram elevação a preços históricos pagos ao produtor.


0
Presidente da Acsurs, Valdecir Folador (Foto: Arquivo / Rádio do Vale)

O setor de suinocultura comemora os excelentes resultados alcançados no ano passado e projeta com otimismo o desenvolvimento da área em 2021. O presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs), Valdecir Folador, concedeu entrevista ao programa Realidade da Rádio do Vale e ressaltou que o crescimento das exportações, principalmente para a China, e o consumo do mercado interno auxiliaram nos números expressivos de 2020.


ouça a entrevista

 


Em novembro, o quilo do suíno vivo atingiu a marca histórica de R$ 8,91 para o produtor independente e R$ 6,04 para o integrado. Mesmo com o aumento nos custos de produção, os suinocultores do Vale do Taquari, que trabalham basicamente de forma integrada, tiveram uma margem de lucro maior.

Apesar da pandemia do novo coronavírus, os trabalhos na Central de Produção de Sêmen, em Linha Porongos, e a sede da Acsurs, no Bairro dos Estados, em Estrela, seguiram com os trabalhos normais no ano passado.

O Rio Grande do Sul possui cerca de oito mil suinocultores. Destes, quase 88% são integrados. No Vale do Taquari, apenas 10% são produtores independentes. GL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui