Surfista ferido é resgatado de praia remota ao escrever ‘socorro’ na areia

Duas mulheres estavam caminhando por uma trilha que passa pela praia e leram o pedido de socorro.


0
Foto tirada por amigas que avistaram Ben em apuros e acionaram o resgate (Foto: Divulgação/Surf Life Saving NZ)

Um neozelandês estava surfando sozinho ontem, quando foi engolido por uma onda e levado até outra praia pela correnteza do mar. Ferido, Ben Searancke precisou usar a areia para escrever um pedido de socorro. A mensagem dele foi lida por duas mulheres que imediatamente acionaram o serviço de salva-vidas, e ele foi levado a um hospital com um corte profundo na perna.

Ben estava pegando ondas na praia de Karekare no momento em que perdeu sua prancha e foi varrido entre rochas pela correnteza, até ser levado à praia de Mercer Bay, ao norte da região. Ele ficou duas horas tentando escalar os arbustos que isolam essa praia das outras, mas não conseguiu.

Aflito por não ter os gritos de socorro ouvidos e com um corte profundo em uma perna, Ben decidiu apelar à areia para pedir ajuda. Ele usou a perna que estava boa e escreveu “help” (ajuda, em inglês) na areia, esperançoso de que alguém visse que ele estava em apuros.

A estratégia do surfista funcionou. Vanessa Ingraham e Dace Kalnina estavam caminhando por uma trilha que passa pela praia em que Ben estava desamparado e leram seu pedido de socorro. “Ele acenou para nós enquanto se deitava na areia, então percebemos que era sério”, disse Dace para o jornal NZ Herald.

Ao ver que a situação não se tratava de uma brincadeira, as amigas contataram o Clube de Surfe, pedindo o envio de um salva-vidas para a localização de Ben. “Eles reagiram imediatamente. Eles continuaram me ligando para uma atualização, então ficamos por 20 minutos apenas para ver o que acontecia [no local]”, relatou Dace.

A equipe de resgate chegou de jet-ski até a praia em que Ben estava ferido e prestou socorros iniciais, até que um barco foi ao local para transportá-lo a um hospital. À parte do corte profundo na perna, o surfista não sofreu outros ferimentos graves e passa bem.

Vanessa e Dace, que acionaram o resgate, disseram ao jornal local que a mulher de Ben já havia telefonado para a polícia, preocupada com a demora do surfista em retornar para casa.

As amigas também revelaram que passavam por acaso pelo local em que viram o homem em apuros, e fizeram uma consideração: “O universo nos deu outra oportunidade de ajudar”.

Ben reconhece a sorte que teve em ser resgatado na praia remota. “Acabo de passar por uma experiência angustiante e minha esposa e eu acabamos de ter um bebê recém-nascido, de 5 dias, então, ao acordar esta manhã, estava me sentindo muito grato e com sorte de estar vivo”, afirmou o surfista.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui