Suspeito de ser mandante de tortura é preso pela Polícia Civil, em Taquari

Vítima teve dedos das mãos decepados


0
Foto: Polícia Civil

Um homem suspeito de ser o mandante de um crime de tortura foi preso na manhã desta quarta-feira (10) pela Polícia Civil de Taquari, com apoio de agentes de Tabaí. O pai dele também foi preso em poder de uma arma de fogo. O crime ocorreu no último dia 24 de outubro.

No dia seguinte ao crime, chegou ao conhecimento da Polícia um vídeo, no qual um homem aparece sendo torturado, com uso de um facão. Conforme explica a delegada que investiga o caso, Betina Martins Caumo, a vítima foi capturada na entrada da Vila São Francisco e levada para uma casa no local, sendo torturada por três elementos: agredida fisicamente e na sequência teve dedos das mãos decepados. A motivação seria a dívida por drogas. A ação foi filmada para prestar contas para o “patrão” do tráfico, que está preso.

Um menor, de 17 anos de idade, apontado como o autor dos golpes que feriram a vítima, foi apreendido no dia 28 de outubro pela Polícia Civil e conduzido à Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase), em Porto Alegre.

Já nesta quarta (10), a primeira prisão ocorreu no Bairro Prado, na conhecida Linha do Tiro, onde foi preso preventivamente um sujeito de 38 anos de idade, apontado como o mandante do crime. Ele inclusive estaria presente quando da prática criminosa, ordenando as agressões e atos de tortura. O indivíduo possui antecedentes por furto, roubo, tentativa de homicídio, receptação, tendo diversas passagens pelo sistema prisional.

A segunda prisão ocorreu na localidade de Porto Grande. No local foi pego um idoso de 68 anos, pai do primeiro preso. O homem estava em poder de uma espingarda calibre 32, sendo enquadrado por posse irregular de arma de fogo.

Os dois presos foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Taquari para as formalidades de praxe. Para o idoso foi estipulada fiança de R$ 1,1 mil. Ele pagou e responderá em liberdade. O outro sujeito aguarda vaga no sistema prisional. MS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui