Suspeito de tiroteio em escola nos EUA é solto após pagar US$ 75 mil

Segundo postagem da família de Timothy George Simpkins em rede social, ele sofria bullying


0
O tiroteio aconteceu na Timberview High School, uma escola no Texas (Foto: Reprodução)

O suspeito por abrir fogo na Timberview High School, no estado no Texas, nos EUA, nesta quarta-feira , foi solto após pagar fiança de US$ 75 mil (R$ 413,5 mil), informou a emissora “NBC”. Timothy George Simpkins, de 18 anos, deixou a Cadeia do Condado de Tarrant nesta quinta-feira. Ele enfrenta três acusações de agressão agravada com uso de arma por ter ferido quatro pessoas nas dependências da escola, sendo dois estudantes e dois adultos.

Segundo a polícia da cidade de Arlington, entre as vítimas que estão hospitalizadas, há um garoto de 15 anos em estado crítico, e um homem de 25 anos, que ouviu gritos por socorro e tentou ajudar, em boas condições. As outras duas foram levemente feridas. Elas foram identificadas como uma adolescente, que recebeu alta na noite de quarta-feira, e uma mulher grávida, que não precisou de tratamento hospitalar.

A família de Timothy afirmou que ele começou a sofrer bullying, com ameaças e agressões. A motivação do crime, porém, ainda é desconhecida. O que se sabe até o momento é que ele teria efetuado os tiros na escola depois de uma briga.

“Recentemente, ele foi emboscado por um grupo de jovens do lado de fora da escola, despido de suas roupas na frente de uma multidão de curiosos e teve seu dinheiro e posses roubados”, disse a família em postagem de rede social. “Todas essas ocorrências foram levadas ao conhecimento dos funcionários da escola, e absolutamente nada foi feito para proteger meu filho. Ele ficava deprimido e alguns dias nem queria sair da cama. Tenho certeza de que ele temia por sua segurança e sentia que não tinha o apoio das autoridades cuja responsabilidade era protegê-lo.”

“O que podemos dizer é que a segurança e proteção de nossos alunos e funcionários — tanto física quanto socialmente — sempre foram e continuarão sendo nossa prioridade. Cada relatório que recebemos de uma potencial situação de bullying é investigado exaustivamente e passa pelos processos adequados a fim de avaliar e determinar a consequência apropriada.”

Fonte: IG – Úlitmo Segundo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui