Suspensão de procedimentos eletivos é para estocar medicamentos para casos de urgência no RS

Conforme presidente da Famurs, estoque em hospitais do estado pode terminar em duas semanas.


0
Foto: Tiago Silva

O crescimento de casos de coronavírus no Rio Grande do Sul e alta nas taxas de ocupação de leitos de unidades de tratamento intensivo (UTIs) no estado levam a um estresse no sistema de saúde. Medicamentos já começam a faltar nos hospitais gaúchos. Para conter o problema, as instituições já optam por suspender procedimentos eletivos para manter o estoque de medicações para os casos mais graves. O presidente da Federação dos Municípios do RS (Famurs) e prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus, o “Maneco”, falou sobre a situação no programa Redação no Ar nesta segunda-feira (29).


ouça a entrevista

 


 

Conforme ele, a suspensão das cirurgias eletivas foi para reservar o estoque para casos de emergência. De acordo com ele, o abastecimento seria para mais 15 dias. “Se não houver providência rápida, pode faltar em uma semana ou duas”, diz.

Preocupadas, a Famurs e a federação das santas casas e hospitais filantrópicos publicaram uma nota de alerta para que os governos federal e do estado atentem para esta situação.
“A gente não pode deixar acontecer com os medicamentos o que aconteceu com os respiradores, lá no começo da pandemia”, alerta Maneco.

O presidente da Famurs e prefeito de Taquari ressaltou o trabalho positivo de lideranças do Vale do Taquari na contenção da disseminação do coronavírus. A região ficou na bandeira vermelha classificação de risco para a doença na primeira semana do modelo de Distanciamento Controlado do RS. Agora, está pela sétima semana na bandeira laranja.

“Conseguimos estabilizar a situação na região”, valoriza Maneco, ao citar que, em Taquari, já são dez dias sem casos novos no município. “Nossa região, sem dúvida, tem sido modelo para todo o estado. Temos que seguir nesse ritmo.” Segundo ele, apesar da estabilização, a preocupação deve ser redobrada para que o Vale do Taquari não tenha novo pico de disseminação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui