Tanzânia tem sua 1ª presidente mulher após morte de negacionista

Samia Suluhu Hassan era vice de John Magufuli, que dizia que o país estava 'livre da Covid-19' e morreu cercado de mistério. Opositor afirma ele foi vítima da Covid-19


0
A nova presidente da Tanzânia, Samia Suluhu Hassan, durante parada militar em 19 de março de 2021 logo após se tornar a primeira mulher a assumir o cargo (Foto: AFP)

Samia Suluhu Hassan assumiu nesta sexta-feira (19) o cargo de presidente da Tanzânia e se tornou a primeira mulher a ocupar o cargo após uma rápida cerimônia na capital Dar es Salaam. Muçulmana de 61 anos, Hassan era vice de John Magufuli, que dizia que a Tanzânia estava “livre da Covid-19” devido a orações, tinha sido reeleito no ano passado e morreu cercado de mistério.

Agora, Hassan vai comandar o país do leste da África até 2025. Magufuli estava sem fazer aparições públicas desde 27 de fevereiro e, oficialmente, morreu por problemas cardíacos. Mas um de seus principais opositores, Tindu Lissu, afirmou que o presidente foi vítima do novo coronavírus. “Isto é justiça poética.

O presidente Magufuli desafiou o mundo na luta contra o corona. Desafiou a ciência”. “Ele se negou a adotar as precauções básicas que são recomendadas às pessoas de todo o mundo”, afirmou o opositor em entrevista a uma emissora de televisão do Quênia.

Até o anúncio da morte, o governo não dava informações sobre seu paradeiro — e inclusive prendia quem espalhasse boatos sobre a saúde do então presidente.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui