Taxa de positividade para a dengue em exames no Laboratório Hermann se aproxima dos 70% na região

Somente em Lajeado, dos 27 bairros, 23 já possuem casos confirmados, totalizando 125 diagnósticos


1
Foto: Marcos Santos / USP Imagens / Divulgação

No Redação no Ar desta sexta-feira (18), a biomédica Graziela Busch Vitola, do Laboratório Hermann em Lajeado, esclareceu detalhes sobre a dengue e relatou que a taxa de positividade se aproxima dos 70% nos exames na região. Conforme ela, neste último mês, foram mais de 200 atendimentos para pesquisa de dengue, contando todas as unidades do Laboratório Hermann no Vale do Taquari.

Somente em Lajeado, dos 27 bairros, 23 já possuem casos confirmados, totalizando 125 diagnósticos positivos de dengue na cidade. A maioria dos casos está concentrada nos bairros Florestal, Bom Pastor, Montanha, Centro e Conventos. Outros 44 casos deram negativo e 476 aguardam resultado de análise.

Graziela explica que a dengue é uma doença causada por um vírus do gênero Flavivirus e que é transmitida pela picada da fêmea contaminada do mosquito Aedes aegypti. A biomédica detalha que a dengue possui quatro sorotipos, sendo que todos circulam no Brasil. A infecção por um sorotipo gera imunidade permanente para ele, destaca.

O paciente com dengue pode apresentar sintomas como febre, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores pelo corpo e náuseas. Porém, também há pacientes assintomáticos. Graziela pontua é que um sinal de alerta quando surgem manchas vermelhas na pele, sangramentos no nariz e nas gengivas, dores abdominais e vômitos persistentes. Esses sintomas podem indicar dengue hemorrágica.

LEIA TAMBÉM: Vigilância Ambiental de Lajeado aplica inseticida para combater mosquitos Aedes aegypti adultos

A profissional do Laboratório Hermann conta que para confirmar o diagnóstico, além da avaliação dos sintomas, são realizados exames laboratoriais. Basicamente são realizados três tipos de exame para a dengue: teste rápido NS1, teste de dengue IGG e teste de dengue IGM.

A biomédica ressalta que a melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença.

1 comentário

  1. Muita eficiência da Prefeitura… os números disponíveis pra averiguação da prefeitura vc pode ligar…ninguém vem .Vergonha

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui