Temer aguarda decisão da justiça para poder deixar o país e chefiar missão humanitária no Líbano

Após deixar a presidência da República, no início de 2019, Temer teve a prisão decretada duas vezes e virou alvo de vários processos.


0
Foto: Agência Brasil / Divulgação

Alvo de investigações no Brasil, o ex-presidente Michel Temer pediu autorização da Justiça para deixar o país para chefiar a missão brasileira de ajuda ao Líbano. Os advogados aguardam a decisão.

A viagem para o Líbano, no entanto, já está marcada para quarta-feira, saindo do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Após deixar a presidência da República, no início de 2019, Temer teve a prisão decretada duas vezes e virou alvo de vários processos em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Entre as acusações, ele é apontado como chefe de uma organização criminosa há 40 anos, de acordo com delação da Lava Jato. À convite do presidente Jair Bolsonaro, Temer, que tem origem libanesa, aceitou comandar a missão organizada pelos ministérios da Saúde, Defesa e Relações Exteriores. Dois aviões e um navio cargueiro vão ser utilizados.

O Brasil pretende encaminhar 5,5 toneladas de alimentos, medicamentos e materiais médicos na quarta.

Fonte: CNN.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui