“Temos porto, ferrovia, rodovia e aeródromo; precisamos conectá-los”, diz presidente da CIC Vale do Taquari

Evento no dia 2 de outubro tem o objetivo de reunir possíveis operadores do de um futuro terminal portuário multimodal em Estrela.


0
Foto: Divulgação

Aproximar, conectar. São palavras-chave para as entidades interessadas na instalação do terminal multimodal área do Porto de Estrela. Uma dessas entidades é a CIC Vale do Taquari, conforme conta o presidente Ivandro Rosa. “Não é algo simples de se conseguir, mas é algo que com muito estudo e informação técnica podemos alcançar, pois o importante é a gente viabilizar esse terminal multimodal.”


ouça a reportagem

 


O mandatário da entidade regional lembra que geograficamente existem pontos muito próximos em Estrela que devem ser interligados. “Além do Porto, nós temos a ferrovia, o aeródromo e a BR-386, que estão muito próximos mas precisam ser conectados”, afirma.

Presidente da CIC-VT, Ivandro Rosa (Foto: Divulgação)

Para isso a entidade, em parceria com a Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Estrela (Cacis) e Prefeitura do município, promove no dia 2 de outubro um evento que reúne possíveis operadores do sonhado terminal multimodal, que incluiria a área portuária.
Também vai fazer parte do evento uma palestra com o presidente da Câmara Brasileira de Logística e Infraestrutura, Paulo Menzel.

“O objetivo é reunir em investidores, alguns de várias regiões já se mostraram interessados queremos aproximá-los, apresentar o projeto a eles e criar um ambiente de convergência, de estudo franco e aberto para que o projeto se torne viável”, explica Rosa.

O presidente da CIC também gastar com objetivo de melhorar as condições de competitividade das empresas da região. “A ideia é utilizar esse espaço, que hoje está ocioso, e com apoio do prefeito de Estrela, está aberto essa discussão. A ideia é reunir esses investidores e sair com projeto.”

O encontro deve reunir cerca de 30 interessados que estão sendo convidados. A área portuária de Estrela abrange 492 mil metros quadrados.

Texto: Júlio César Lenhard
redacao@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui