Tendência é que Lajeado libere prática de atividades esportivas na próxima semana, com restrições a áreas de lazer

Competições ainda seguirão restritas. Prefeitura avalia flexibilizações a partir da análise de dados. Atual decreto com medidas restritivas expira em 31 de maio


0
Foto: Ilustrativa / Pixabay

A tendência em Lajeado é que a prefeitura libere a prática de futebol e outros esportes coletivos na próxima semana, mas com restrições à permanência nas áreas de convivência. Um decreto da administração municipal suspendeu os jogos de esportes coletivos de contato (futebol, basquete, entre outros), entre outras atividades, até 31 de maio.

Na próxima terça-feira (1º), a prefeitura tem uma reunião marcada com diversos setores (professores, comércio, indústria, construção civil, bares, restaurantes e casas de festas) para avaliar os dados de transmissibilidade da Covid-19 em Lajeado e, a partir desses indicadores, determinar os próximos passos do combate à pandemia e definir as flexibilizações a serem adotadas.

Conforme o prefeito Marcelo Caumo, os números apontam tendência de queda, “mas ainda não ingressou na zona de segurança”, pondera. “Ingressando na zona de segurança, a gente começa a fazer algumas projeções para permitir que algumas atividades que hoje não estão permitidas possam acontecer”, explica.


ouça a entrevista

 


 

“No futebol, caso a gente consiga retornar à zona de segurança, a expectativa é que seja permitida a prática do futebol e outros esportes coletivos também, mas com uma atuação muito restritiva das zonas de convivência fora das quadas esportivas. Nisso eu digo churrasqueiras e bares, esse tipo de atividade. A tendência, dependendo da confirmação desses dados, é que a prática do futebol fica liberada e a orientação é que jogue o seu futebol e, após, vai para casa, sem aquele ato de lazer depois, que faz parte da cultura do futebol, mas que, nesse momento, não é indicado”, Caumo destaca.

Prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo (Foto: Tiago Silva)

O prefeito resume: “Vale o futebol, sem a competição. Vale a ‘pelada’, mas as competições manteremos sim as restrições. Não só do futebol, mas também o tênis, por exemplo, que acaba atraindo pessoas de várias regiões do estado”, percebe.

O gestor municipal justifica as medidas em função de a região de Lajeado estar entre as três que ainda não receberam alertas pelos níveis de transmissibilidade da Covid-19 no modelo de monitoramento do Estado chamado de 3As, que incluem aviso, alerta e ação. “O vírus tem circulado com grande propagação nas outras regiões”, Caumo nota.

Eventos

Na área de eventos, o prefeito de Lajeado diz que “ainda manteremos restrições”. “Alguns eventos específicos são permitidos e outros não. A tendência é que nos eventos, permaneçam as restrições”, adianta.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui