Terremoto no mar Egeu deixa mortos e feridos, e Turquia e Grécia anunciam cooperação

Sismo causou um "minitsunami" e danos materiais na ilha grega de Samos


0
Foto: Ihlas News Agency / AFP / CP

A Turquia registrou um forte terremoto de magnitude 7 na escala Richter, que provocou o desabamento de vários prédios. O simo deixou pelo menos seis mortos (quatro na Turquia e dois na Grécia) e vários feridos. Segundo as autoridades turcas, o terremoto teria sido de magnitude 6,6. O Instituto Geofísico dos Estados Unido (USGS) informa que teria alcançado em torno de dez quilômetros de profundidade.

“Quatro dos nossos concidadãos perderam a vida no terremoto (…) No total, 120 dos nossos concidadãos ficaram feridos”, declarou o ministro turco da Saúde, Fahrettin Koca, no Twitter. Na Grécia, dois adolescentes morreram na ilha de Samos depois que o muro de um prédio desabou no tremor de terra, informou a televisão pública Ert. Segundo a ERT, seriam dois jovens de 15 e 17 anos. O serviço de bombeiros disse à AFP que “os dois jovens foram encontrados inconscientemente sob os escombros de um muro”.

Na Grécia, dois adolescentes morreram na ilha de Samos depois que o muro de um prédio desabou no tremor de terra, informou a televisão pública Ert. Segundo a ERT, seriam dois jovens de 15 e 17 anos. O serviço de bombeiros disse à AFP que “os dois jovens foram encontrados inconscientemente sob os escombros de um muro”.

O primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, telefonou nesta sexta para o presidente turco Recep Tayyip Erdogan para expressar suas condolências pelos mortos.

Sentido em Istambul e em Atenas, o sismo ocorreu no mar Egeu, ao sudoeste de Izmir, terceira cidade da Turquia, e perto da ilha grega de Samos. “Neste momento, recebemos informações, segundo as quais seis imóveis desabaram em Bornova e Bayrakli”, na província de Izmir, anunciou o ministro turco do Interior, Suleyman Soylu, no Twitter.

“Alguns dos nossos concidadãos estão sob os escombros”, acrescentou o ministro do Meio Ambiente, Murat Kurum, que relatou a queda de cinco edifícios. As emissoras de televisão do país mostravam imagens de grandes nuvens de poeira, enquanto a população corria para as ruas, em pânico.

Em Bornova, socorristas, moradores e policiais tentavam abrir passagem entre os escombros e um prédio residencial de sete andares, com a ajuda de motoserras, segundo as imagens da emissora pública TRT. De tempos em tempos, os socorristas pediam silêncio para localizar sobreviventes. Uma jovem foi retirada dos escombros de um prédio desabado, segundo a rede CNN-Türk.

A elevação no nível do mar inundou as ruas de Seferihisar, cidade turca situada perto do epicentro do sismo, relatou a imprensa local. O governador de Istambul, Ali Yerlikaya, disse que, até o momento, não há informações sobre danos na capital econômica do país.

“Todas as nossas instituições começaram a se deslocar para o local para iniciar os esforços necessários”, declarou o presidente Recep Tayyip Erdogan no Twitter.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui