‘Testaremos mísseis semanalmente’: Lançamento fracassado gera guerra verbal entre Coreia do Norte e EUA

Em entrevista à BBC, autoridade fala em possível 'guerra total' com os EUA; vice-presidente americano afirma que país não deve 'testar Trump'.


0
O líder norte-coreano Kim Jong-Un durante desfile militar em Pyongyang (Foto: STR / KCNA VIA KNS / AFP)

Coreia do Norte continuará a testar mísseis, apesar da condenação internacional da iniciativa e do aumento das tensões com os Estados Unidos. Foi o que uma autoridade do governo do país asiático disse à BBC na capital Pyongyang.

“Vamos conduzir mais testes de mísseis semanalmente, mensalmente e anualmente”, afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores Han Song-Ryol ao correspondente da BBC John Sudworth.

Ele disse ainda que, se os EUA decidirem por ações militares contra o país, uma “guerra total” aconteceria.

Horas antes, o vice-presidente americano Mike Pence declarou que a Coreia do Norte não deveria “testar os EUA”.

Pence chegou a Seul, na Coreia do Sul, no domingo, horas depois que o país vizinho tentou, sem sucesso, lançar um míssil balístico.

Ele afirmou que a era de “paciência estratégica” dos Estados Unidos com a Coreia do Norte havia chegado ao fim.

Como a situação chegou até aqui?

A Coreia do Norte acelerou seus testes de mísseis e de armas nucleares nos últimos anos, apesar de sanções dos EUA e de comentários negativos de outras potências.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui