Teutônia amplia vacinação de pessoas com comorbidades para 49 a 59 anos

Vacinação ocorre somente nos centros municipais de vacinação dos bairros Languiru e Canabarro


0
Foto: AI/Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde de Teutônia informa que, a partir desta segunda-feira (10), dará início a aplicação em 1ª dose dos grupos de pessoas com comorbidades com 49 a 59 anos, das 13h30 às 18h, sem agendamento prévio, em dois locais específicos: Centro de Vacinação de Canabarro, junto à Comunidade Luterana Redentor, e Centro de Vacinação de Languiru, junto ao salão da Comunidade Martin Luther. Não haverá vacinação nos postos de saúde para o grupo de pessoas com comorbidades.

Quem pode se vacinar? 

  • Gestantes e puérperas, até 45 dias pós parto, maiores de 18 anos e com comorbidades;
  • Pacientes em hemodiálise, maiores de 18 anos;
  • Pessoas com síndrome de down, maiores de 18 anos;
  • Pessoas com idade de 49 a 59 anos, com comorbidades. É obrigatório apresentar receita médica atualizada;
  • Diabéticos (com 49 a 59 anos) podem apresentar a receita atual das medicações;
  • Obesos (com 49 a 59 anos) com IMC maior que 40 pode ter laudo ou IMC calculado na unidade;
  • Pessoas com deficiência permanentes de 49 a 59 anos, devem apresentar laudo atestando a deficiência.

Para todos que serão vacinados é necessário levar o cartão do SUS, carteira de vacina, documento com foto e receita ou laudo para fazer a vacina.

O município Teutônia segue a resolução nº 089/21 – CIB/RS, com atualizações do Plano Nacional de Operacionalização, de acordo com a nota técnica nº 467/2021 – CGPNI/DEIDT/SVS/MS, que contém orientações da vacinação contra Covid dos grupos de pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e gestantes e puérperas.

2ª Dose

O Ministério da Saúde enviou apenas 160 vacinas CoronaVac para Teutônia, quantidade insuficiente para aplicação em 2ª dose. Em função disso, os postos de saúde entrarão em contato com as pessoas que já completaram os 28 dias para agendar a aplicação, de acordo com a data de realização da 1ª dose, ou seja, quem estiver com maior atraso, fará a vacina primeiro.

A secretaria também reforça que este é um problema que está ocorrendo em todo o território nacional, e que Teutônia está preparada para aplicação em larga escala, assim que receber maior quantitativo em nova remessa. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui