“Toda liberdade tem limite e tem responsabilidade”, afirma promotor

"Liberdade de expressão não é sinônimo de libertinagem, nem impunidade, nem carta branca para fazer o que quiser", entende Sérgio Diefenbach


1

O promotor Sérgio Diefenbach falou sobre os limites da liberdade de expressão no quadro “Direto ao Ponto” desta quarta-feira (11). Conforme ele, “toda liberdade tem limite e tem responsabilidade”. “Liberdade de expressão não é sinônimo de libertinagem, nem impunidade, nem carta branca para fazer o que quiser”, entende.

Segundo o integrante do Ministério Público, o que não pode é censura prévia: a pessoa tem o direito de falar, e a responsabilidade de responder por seus atos.

1 comentário

  1. Exemplo deputado Daniel falou o que quis e foi condenado por isso mas foi perdoado pelo presidente. Um péssimo exemplo mas uma realidade atual no Brasil onde miliciano recebe condecoração e familiares trabalham como cargo de confiança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui