Trabalhos de reforço na sinalização motivam alteração do trânsito na ponte da Rua Coronel Müssnich, em Estrela

Ponte baixa também deve passar por um processo de pintura nos próximos dias


0
Alteração no fluxo ocorreu apenas no sentido bairro-centro (Foto: Artur Dullius)

O tráfego de veículos ficou parcialmente interrompido durante a manhã desta terça-feira (24) na ponte alta da Rua Coronel Müssnich, em Estrela. A alteração teve início por volta das 7h e permaneceu até às 11h para um trabalho de manutenção na estrutura. O fluxo de veículos foi desviado para a ponte baixa, na Rua Tiradentes.


ouça a reportagem

 


Segundo o diretor de trânsito do município, Frederico Diehl, as equipes estão realizando o serviço de revitalização da ponte, como a pintura e o reforço da sinalização. “Já fizemos a pintura do eixo central, a substituição dos tachos e agora estamos trabalhando no bordo da pista, com a pintura e a colocação de taxas direcionais para facilitar a visibilidade durante a noite. Durante a semana também será providenciada a pintura do guarda-corpo, para que ela tenha um aspecto visual melhor, explica.

Diretor de trânsito de Estrela, Frederico Diehl (Foto: Artur Dullius)

A alteração no fluxo ocorreu apenas no sentido bairro-centro. Conforme Diehl, ela foi feita para dar mais segurança ao servidores que trabalhavam no local. “Sabemos que este tipo de trabalhos geram intercorrências, especialmente na questão do fluxo. No entanto, o serviço precisa ser realizado em algum momento. A gente tenta amenizar este impacto mas, para que sejam possíveis as melhorias, são necessários essas alterações momentâneas”, afirma.

Ainda de acordo com o diretor de trânsito, a ponte baixa, que liga a Avenida Rio Branco com a Rua Tiradentes, também irá passar por um processo de pintura nos próximos dias. “Estamos trabalhando ainda no interior, com a substituição de algumas placas de quebra-molas e a pintura dos mesmos nas Linhas Lenz e Delfina. Além disso, estão sendo implementadas placas indicando a circulação de máquinas agrícolas em diversos pontos do interior de Estrela”, conclui.

Texto: Artur Dullius
reporter@independente.com.br

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui