Três municípios do Vale do Taquari estão entre os 100 com contas mais organizadas do Brasil

Arvorezinha, Westfália e Poço das Antas ficaram entre os 36 melhores do Rio Grande do Sul.


0
Arvorezinha ficou na 33ª posição do Brasil (Foto: Câmara de Arvorezinha)

Três municípios do Vale do Taquari estão entre os 100 primeiros do Brasil no ranking da qualidade da informação contábil e fiscal, uma iniciativa da Secretaria do Tesouro Nacional.

Arvorezinha é o primeiro município da região a aparecer na lista, o 33º do Brasil e 18º do estado. Westfália é o 63º do Brasil, 33º do RS e Poço das Antas aparece na 66ª colocação no país, 36ª no estado. Lajeado aparece na posição 435 do ranking nacional; Encantado na 439; Arroio do Meio, 586; Estrela, 866; Teutônia 1.197 e Cruzeiro do Sul, 1.663.

Dentre os 25 primeiros municípios da lista do Brasil, 16 são gaúchos e dentre os 100 primeiros são 51 ou seja: mais da metade. A primeira posição do ranking ficou com o município de Águas Frias (SC), com o índice 247,722 e o segundo é Santana da Boa Vista, do Rio Grande do Sul, com índice 246,78. A lista completa pode ser conferida no site do Tesouro Nacional.

O ranking foi criado para avaliar a consistência da informação que o Tesouro recebe por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro – Siconfi – e, consequentemente, disponibiliza para acesso público. A intenção é fomentar a melhoria da qualidade da informação contábil e fiscal que é utilizada tanto pelo Tesouro Nacional quanto pelos diversos usuários dessa informação.

O ranking da qualidade da informação é dividido em dimensões de avaliação. Cada uma dessas dimensões reúne um conjunto de verificações que tem o mesmo objetivo ou que sejam relacionadas às mesmas informações. Atualmente, existem quatro dimensões de avaliação: Dimensão I – Gestão da informação; Dimensão II – Informações Contábeis; Dimensão III – Informações Fiscais; Dimensão IV – Informações Contábeis x Informações Fiscais.

Cada verificação incorpora conceitos evidenciados no Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público, no Manual de Demonstrativos Fiscais e nas Instruções e Guias de Preenchimento do Siconfi.

Texto: Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui