Tricolor tem três jogos para ajustar o time, vencer e entrar no G-4

Renato Portaluppi admite que equipe precisa melhorar, mas vê jogadores importantes crescendo antes da decisão.


0
Foto: Lucas Uebel / Divulgação

A goleada sobre o Botafogo na segunda-feira manteve o Grêmio vivo na briga por uma vaga no G-4 do Campeonato Brasileiro – que garante classificação direta na fase de grupos da Libertadores da América de 2021. Restam apenas três rodadas. E além de buscar o objetivo no Brasileirão, Renato Portaluppi precisa fazer os ajustes necessários para que o time chegue bem técnica, tática e fisicamente nos confrontos com o Palmeiras na decisão da Copa do Brasil.

As atuações mais recentes trouxeram boas notícias, mas também causaram preocupação. A evolução coletiva parece evidente. O time tem conseguido apresentar um futebol mais vistoso, com posse de bola envolvente e produtiva, mesmo que essa característica não seja efetiva durante os 90 minutos dos jogos.

Jean Pyerre passou a jogar mais adiantado, mais próximo do gol. Nos últimos quatro jogos, ele marcou três gols. “Hoje (segunda-feira) ele se aproximou dos atacantes, pisou na área, chutou, cabeceou… É o que eu mais cobro do Jean. Se eu cobro é porque ele tem condições de fazer mais. E ele provou isso, mas tem que continuar fazendo. A gente sabe da criatividade, habilidade e inteligência dele”, destaca Renato.

Faltando 18 dias para o primeiro jogo contra o Palmeiras, Renato também celebra o melhor aproveitamento de Maicon. O volante iniciou o jogo diante do Botafogo e vem ganhando melhor ritmo nas últimas partidas, com mais minutagem em campo. “Tem feito um trabalho especial com a fisioterapia, com a preparação física. Temos que ter cuidado com ele em função das lesões, a gente precisa dele na reta final”, diz o técnico.

O time titular para a final da Copa do Brasil vai se desenhando. Sem o capitão Geromel, a zaga vem sofrendo bastante e Renato tem dado oportunidades a todos os zagueiros do elenco para chegar a uma conclusão definitiva de quem será o companheiro de Kannemann. “Tem coisas que precisam melhorar. Todos estão recebendo oportunidades, cabe ao jogador se garantir na final. Quem me dá a resposta é o próprio jogador”, completa o treinador do Grêmio.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui