TSE faz nesta segunda sexto teste de segurança das urnas

Hackers foram convocados para tentar violar a integridade da votação e apontar eventuais fragilidades


0
Foto: REUTERS/RODOLFO BUHRER-22/10/2018

Em mais uma etapa de avaliação da segurança dos equipamentos que serão usados nas eleições de 2022, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) faz, nesta segunda-feira (22), o sexto teste público de segurança das urnas eletrônicas. De acordo com a Corte, 26 investigadores vão colocar em prática 29 planos de ataque, para tentar desvirtuar a votação.

O objetivo é identificar fragilidades e falhas que poderiam colocar em risco a segurança do voto e a integridade das eleições. O procedimento ocorre desde 2009 e leva a mudanças nos softwares e hardwares das urnas sempre que algum novo risco é identificado.

A realização sempre antes da eleição é necessária por causa do avanço tecnológico, que cria novos mecanismos e ferramentas para invadir e alterar sistemas informatizados. “O sistema é aprimorado com o reforço da sua segurança diante de novas tecnologias que vão surgindo”, afirma o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui