TSE firma parceria com o Google para combater desinformação nas Eleições 2020

Convênio com a empresa busca contribuir para que eleitores votem com segurança e bem informados.


0
Foto: Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) firmou na última quinta-feira (1º) parceria com o Google no âmbito do Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020.

O objetivo é ajudar os eleitores a terem acesso rápido e simples a informações de qualidade e fornecidas por fontes oficiais sobre o processo eleitoral, já que o voto consciente é um dos pilares da democracia.

Além disso, o Tribunal espera que os cidadãos estejam bem informados sobre as medidas de cuidados sanitários adotadas neste ano em razão da pandemia de Covid-19.

Para isso, o Google vai disponibilizar recursos em suas plataformas para ajudar os eleitores brasileiros a encontrarem conteúdos confiáveis e de utilidade pública elaborados pela Justiça Eleitoral. Uma das novidades é o painel “Como Votar”, que traz respostas no topo da busca para perguntas frequentes sobre o processo eleitoral e mais detalhes sobre os cuidados sanitários indicados pelo Tribunal para que o eleitor compareça à sua seção eleitoral e vote com segurança. Assim, quando o eleitor pesquisar sobre “Como votar” no Google, ele terá acesso direto a informações oficiais do TSE antes de qualquer outro resultado.

Pelo acordo anunciado, servidores do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) já estão sendo capacitados a utilizarem todas as possibilidades do Google para apuração, produção e divulgação de conteúdo.

Durante o período eleitoral, o Google vai ainda promover lives em parceria com o Tribunal, visando ampliar o conhecimento do eleitor brasileiro sobre temas importantes, como desinformação, protocolos sanitários para o dia da votação e mitos sobre o processo eleitoral. Essas lives serão divulgadas e veiculadas nos perfis das redes sociais do Google e do TSE.

Para denúncias de conteúdo enganoso em suas plataformas, o Google mantém seus canais de comunicação abertos aos usuários, entre eles o de suporte de reclamação para anúncios e de outros produtos em geral. Além disso, a empresa tomou todas as medidas necessárias junto ao TSE e aos Tribunais Regionais para reforçar um canal de comunicação para cumprimento das ordens judiciais.

O convênio entre o TSE e o Google termina no dia 19 de dezembro de 2020, com o fim do processo eleitoral.

Fonte: TSE

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui