TV norte-coreana dá tratamento cinematográfico para lançamento de míssil

Coreia do Norte realizou nesta quinta-feira (24) teste com um míssil balístico intercontinental. Imprensa nacional do país divulgou vídeo em que Kim Jong-Un parece estrelar um filme


0
Líder norte-coreano Kim Jong-Un com míssil balístico intercontinental (ICBM), em vídeo da imprensa nacional (Foto: KCNA via Reuters)

Jaqueta de couro. Óculos escuros. Kim Jong-Un, o líder da Coreia do Norte, andando em câmera lenta acompanhado de dois oficiais. Atrás deles, o novo míssil balístico intercontinental (ICBM). Olhares ansiosos para o relógio. Contagem regressiva. Um sinal de ok. O míssil é lançado. Cena termina com o líder caminhando vitorioso ao lado de soldados.

Parece cena de um filme de ficção, mas foi com esse tratamento cinematográfico – e uma atuação duvidosa, – que a TV estatal da Coreia do Norte divulgou os testes do míssil balístico nesta sexta (25).

A imprensa nacional do país tem buscado novas formas de contar suas histórias. Para esse lançamento, eles transformaram seu líder na estrela de um falso filme de ação.

Nas redes sociais, estão chamando Kim de “Top Kim Jong Un”, comparando a cena com o filme “Top Gun”, estrelado por Tom Cruise. Outros lembraram do videoclipe da música “Gangnam Style”, sucesso mundial da Coreia do Sul. Disseram que agora é “Pyongyang Style”, usando o nome da capital norte-coreana.

Não é a primeira vez que Kim Jong-Un ganha fama viral na internet. Em 2019, ele apareceu em imagens cavalgando um cavalo branco em uma montanha sagrada do país. A imprensa nacional descreveu o passeio como um ‘grande evento de importância fundamental’ para o país.

Novo míssil balístico

O mais recente lançamento pela Coreia do Norte foi um grande e novo míssil balístico intercontinental (ICBM), informou a mídia estatal norte-coreana nesta sexta-feira, em um teste que o líder Kim Jong-Un disse ter sido realizado para demonstrar o poder de sua força nuclear e dissuadir qualquer movimento militar dos Estados Unidos.

O lançamento de quinta-feira foi o primeiro teste completo de ICBM pela Coreia do Norte desde 2017. Dados do voo indicaram que o míssil voou mais alto e mais longe do que qualquer um dos testes anteriores da Coreia do Norte antes de cair no mar a oeste do Japão.

Chamado de Hwasong-17, o ICBM seria o maior míssil de combustível líquido já lançado por qualquer país a partir de um lançador móvel, dizem analistas.

Seu alcance e tamanho também sugerem que a Coreia do Norte planeja usá-lo com ogivas que podem atingir vários alvos ou com chamarizes para confundir os defensores, segundo analistas.

“As forças estratégicas … estão totalmente prontas para conter qualquer tentativa militar perigosa dos imperialistas dos EUA”, disse Kim enquanto supervisionava o lançamento, segundo a KCNA.

A retomada norte-coreana aos testes de armas que se acredita serem capazes de atingir os Estados Unidos representa um desafio direto ao presidente Joe Biden enquanto ele responde à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Líderes do G7 publicaram um comunicado onde repudiam veemente os testes com mísseis balísticos coordenados pela Coreia do Norte.

“Essas ações imprudentes ameaçam a paz e a segurança regionais e internacionais, representam um risco perigoso e imprevisível para a aviação civil internacional e a navegação marítima na região”, diz nota do G7.
Também levanta a perspectiva de uma nova crise após a eleição de um novo governo sul-coreano conservador que prometeu uma estratégia militar mais forte em relação à Coreia do Norte.

O presidente eleito conservador da Coreia do Sul, Yoon Suk-yeol, disse que a Coreia do Norte não tem nada a ganhar com a provocação.

Em uma conversa telefônica com o presidente chinês, Xi Jinping, após o lançamento, Yoon pediu uma coordenação estreita para a desnuclearização completa da Coreia do Norte, disse seu gabinete. Xi afirmou que a China e a Coreia do Sul devem reforçar a confiança política mútua, disse a emissora estatal chinesa CCTV.

A China, o único grande aliado e vizinho da Coreia do Norte, pediu moderação em “todos os lados” após o teste.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui