Um ano após OMS declarar a pandemia de Covid-19, mortos passam de 2,6 milhões no mundo

Em 12 meses, o Brasil se tornou um dos países com o maior número de casos e mortes por coronavírus


0
Foto: Alain Jocard / AFP / CP

Há exatamente um ano a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu a Covid-19 como uma pandemia. Na época, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, declarou que a organização estava preocupada com “os níveis alarmantes de contaminação” da doença e com a falta de ação dos governos.

Em 11 de março de 2020, existiam mais de 118 mil casos em 114 países e 4,2 mil pessoas já haviam perdido a vida por conta de complicações relacionadas ao novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Descrever a situação como uma pandemia, segundo a OMS, não altera a avaliação sobre a ameaça representada por esse vírus. “Os países devem adotar uma abordagem envolvendo todo o governo e toda a sociedade, construída em torno de uma estratégia integral e combinada para prevenir infecções, salvar vidas e minimizar o impacto”, disse, há um ano, o diretor-geral da OMS.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui