Um bate-papo com Arley Luiz Haefliger, proprietário das empresas Arcouros e dos Postos Fascina

Na conversa, as origens da família Haefliger, a trajetória profissional e a compra da rede de combustíveis Fascina.


0

Na edição deste sábado (13) do programa Arte de Empreender, o apresentador Ricardo Brunetto recebeu o empresário Arley Luiz Haefliger. Ele é proprietário das empresas Arcouros e dos Postos Fascina.

No bate-papo, as origens da família Haefliger, a trajetória profissional e a compra da rede de combustíveis Fascina. Arley também aborda os desafios de empreender em um período de pandemia, e projeta o pós-pandemia.


Apostar na criatividade é o que nos mantêm vivos

com Tamara Bischoff

O sofrimento que temos vivido no Brasil nos últimos dias me deixou com muitas dúvidas a respeito do comentário desta semana aqui no Postura Profissional. Qualquer tema que eu pensava em abordar me parecia pequeno, banal, quando relacionado ao caos que nos cerca. Diante da ameaça de morte, todo o resto acaba ganhando menos importância. Mas viver é esse eterno jogo entre vida e morte, sem garantia de resultado. Então, enquanto há vida, é nela que precisamos apostar.

E entre as muitas reflexões proporcionadas pela pandemia que pode contribuir com quem nos acompanha neste espaço, a necessidade de nos reinventarmos enquanto profissionais está entre as mais evidentes. Alguns estabelecimentos do comércio têm feito isso de maneira criativa, até mesmo exemplar. Por outro lado, tem aqueles que permanecem estagnados, se lamentando.

Tamara Bischoff, jornalista e psicóloga

Nos últimos dias, fiz contato por Whatsapp com algumas lojas pedindo que me enviassem fotos de determinados produtos e os respectivos preços. Uma delas não leu com atenção minha mensagem e me enviou opções completamente diferentes do que eu havia solicitado, além de não mencionar os valores. Outra me respondeu horas depois, pediu desculpas por não ter conseguido atender minha solicitação e ficou por isso. Uma terceira respondeu apenas parte das minhas dúvidas, ou seja, de dois produtos solicitados, enviou informações apenas de um.

Entendo que quando estamos muito acostumados a fazer algo sempre da mesma forma, temos dificuldade de mudar de uma hora pra outra. Entretanto, a pandemia já está completando um ano, tempo de sobra para planejar e executar novos formatos de abordagem ao cliente e de venda. Não quero dizer com isso que as pequenas empresas precisam criar sistemas complexos de venda on-line, mas priorizar questões básicas envolvidas no atendimento, como cordialidade, presteza, atenção e interesse. Essas, independentemente do meio utilizado para vender seu produto ou serviço – presencial ou virtual -, continuam fazendo toda a diferença. Mantenha contato com seus clientes, peça licença para enviar novidades ou promoções, esteja atento ao que lhe é solicitado, comunique-se com clareza.

E enquanto a vacina não chega para todos, que possamos combater as ameaças que nos rondam com uma dose maior de criação. Essa é nossa maior arma contra a morte,  que nos permite continuar acreditando em dias melhores e fazendo a nossa parte para que eles aconteçam.


Imagem é tudo!

Dando continuidade ao assunto de redes sociais vou falar sobre um item muito importante que merece uma dedicação especial. Que a Imagem! Sabemos que as pessoas são mais visuais e para chamar atenção, é necessário ter conteúdo e uma imagem de boa qualidade. Precisamos atrair olhares e chamar a atenção dos seguidores!
Por isso ouvimos falar tantas vezes, Imagem é tudo!

No Instagram imagem é tudo, tudo mesmo! Não adianta ir para o Instagram e publicar imagens de baixa qualidade, montagens mal feitas ou ângulos desfavoráveis só porque estão sendo postadas no story, isso vai queimar a imagem da sua empresa e fazer com que usuários percam o interesse em seguir seu perfil. É a imagem que vai fazer o internauta parar de rolar para cima as postagens e prestar atenção na mensagem que sua empresa está transmitindo. Então, aposte nas imagens! Se a sua empresa está fazendo muitas postagens sem fotos nem vídeos, então você está abrindo mão de centenas de seguidores.

Soraia Gerhardt, analista de Relacionamento do Sebrae Lajeado

Imagens nas redes sociais têm o poder provocar emoções nos usuários e transmitir informações de forma mais eficiente que textos.

A grana está curta e você não pode pagar fotógrafo e modelos? Não tem problema! A internet está cheia de sites especializados em oferecer fotos gratuitamente. São os chamados “bancos de imagens”.

Existem aplicativos que ajudam na edição das fotos e filtros interessantes para as publicações. Então confira abaixo a dica de um aplicativo que você pode utilizar nas suas postagens

Canva, uma verdadeira mão na roda para quem tem um perfil comercial, com ele você pode criar layouts incríveis para as suas postagens

Vai lá! Comece a usar o canva! Quer mais dicas para sua empresa? Procure o Sebrae para te orientar!

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui