Um estudo vai analisar o comportamento da população gaúcha em relação à aids e outras doenças sexualmente transmissíveis

Iniciativa também prevê a testagem de participantes para vírus HIV, sífilis e hepatites.


0
Foto: Divulgação

Identificar o nível de conhecimento da população do Rio Grande do Sul conhece a respeito da aids e de outras IST (infecções sexualmente transmissíveis) é o objetivo da PCAP (Pesquisa de Conhecimentos Atitudes e Práticas, que começou a ser realizada nesta segunda-feira (30) e deve prosseguir até meados do ano que vem. O trabalho de campo tem como primeiro cenário as cidades de Pelotas e Capão do Leão, na Região Sul do Estado).

Além de responder a questionamentos, os participantes serão testados para o vírus HIV, sífilis e hepatites do tipo “B” e “C”. Na pauta, a identificação de fatores comportamentais e de informação que contribuem para a manutenção de altos índices de infecção pelo HIV e outras doanças.

“Esta a primeira vez que um estudo desse tipo ocorre no Estado, sendo que com testagem juntamente das entrevistas é a primeira vez no País”, salienta o governo gaúcho. Trata-se de um estudo de base populacional, com amostra representativa de 56 municípios, onde serão entrevistadas cerca de 8,2 mil pessoas. A iniciativa foi desenvolvida por meio de parceria entre o Hospital Moinhos de Vento (Porto Alegre), SES (Secretaria Estadual da Saúde) e Ministério da Saúde, com recursos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Sistema Único de Saúde).

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui