Um vida dedicada a servir: conheça as histórias do garçom Nelson Araújo Lopes

Profissional atua há 47 anos na área


0
Garçom Nelson Araújo Lopes (Foto: Fernanda Kochhann)

Na semana que antecede o Dia do Garçom, o Panorama desta sexta-feira (5) recebe Nelson Araújo Lopes, que há 47 serve as pessoas em restaurantes e eventos da região.

Para obter sucesso na profissão de garçom, Seu Nelson, como é chamado, acredita que o indivíduo precisa ter simpatia, saber atender, conversar e ser atencioso. Além disso ele reforça: “O segredo é ser educado”.


ouça a entrevista

 


Seu Nelson começou a trabalhar como garçom em 1967 no Restaurante Caxeiral, substituindo um colega que havia se acidentado. Gostou da função e não parou mais de atender as pessoas: “sempre gostei de lidar com o público”, afirma ele.

Mesmo sendo muito querido na região, o garçom relata episódios de racismo que sofreu por parte de clientes que preferiram ser atendidos por pessoas brancas. Sobre os fatos ele enfatiza “Não adianta as pessoas me dizerem que não tem racismo, porque tem!

De acordo com Seu Nelson, a profissão já proporcionou muitas histórias curiosas e destaca: “O garçom escuta muita coisa, mas não pode contar”. Atualmente, sua preocupação está no futuro da profissão, pois percebe que a nova geração não gosta trabalhar aos finais de semana e nos feriados, mas é algo que a profissão exige. Ele tem medo que a profissão não persista por conta disso.

Texto: Fernanda Kochhann
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui